Nova via em Itaqueri (não é primeiro de abril)

A foto do post de hoje não é em Itaqueri, mas sim a Marina na Fimose.

A foto do post de hoje não é em Itaqueri, mas sim a Marina na Fimose.

Todo mundo acreditou na lorota de primeiro de abril que eu criei. É simples, contei vários fatos reais como nossa busca incessante por picos novos na região do arenito e linkei-os a uma mentirinha. O problema de não termos ainda um pico novo sempre acaba sendo: As mesmas 3 ou 4 pessoas somente nessa busca para cobrir uma área muito grande, com um carrinho que não é lá muito indicado para andar nessas estradas de terra. Depois, quando finalmente chegamos a algum setor com certo potencial: Ou o dono não deixa entrar, ou é um deserto em face norte com sol das 8 da manhã as 8 da noite, sem nenhuma árvore pra fazer sombra nem para o seg. Mas na maioria das vezes é que realmente a rocha não tem nenhuma agarra mesmo (as que tem o dono não deixa entrar). Por isso ficamos tão maravilhados com o calcário de Arcos, pois onde vc bate o olho sai um 6ºsup. E claro, tivemos também um pico fechado por conta de escalador que não soube respeitar regras (Antes mesmo de sua abertura). No outro pico que fechou, o escalador parou de escalar, falou com o dono que era seu amigo e este pediu para que ninguém mais entrasse na sua propriedade. Muy amigo. Mas enfim, ainda acredito na redenção das pessoas e dos picos de escalada, estamos sempre abertos para trocar idéia na boa e tentar reabrir tais picos. (E no outro pico o dono começou a criar abelha no topo das vias… porquê não gostava de escaladores).

Mas enfim! Com isso, os picos atuais vão ficando cada vez mais saturados de gente, e de vias. O que é uma faca de dois gumes, mais vias atraem mais pessoas, só que mais pessoas pedem mais vias, para distribui-las melhor e desafogar um pouco as vias. Pensando nisso, no dia 27 de março fui pra Itaqueri sozinho estrear alguns brinquedinhos (como a furadeira, que era verdade que tinha comprado uma nova), uma mochila Osprey para avaliar a possibilidade de trabalhar com a marca na Quero Escalar, e a sapatilha Latex, da marca Spyffer que o Snakinho está fazendo artesanalmente. Com isso, escalei em solitário a Sinos do barão, fiz manutenção na parada que havia sido “marretada” 1 ano atrás e teve as chapas roubadas (sim véio, tem gente q faz isso, rouba chapa, mosquetão e martela os bolts das paradas de vias). Depois, coloquei uma chapa que tinha ficado faltando na Motor de Lancha na época da conquista, tipo 4 anos atrás (Esticão no more!). Desci, almocei, e fixei a corda na nova parada da Sinos do Barão (não necessariamente nessa ordem, como vocês podem imaginar kkkkk).

Com movimentos bastante técnicos e um pouquinho de força

Basta um pouquinho de força e técnica pra superar o tetinho do começo.

Aí subi, puxei a furadeira, paguei uma travessia meio exposta pra esquerda da Sinos e bati uma parada na reta da linha da via que eu tinha em mente fazia anos. Desci com o facão fazendo a jardinagem, tirando alguns cipós, galhinhos e espinhos da linha da via, tirando terra de agarras e rolando pedras soltas. Então pus a sapatilha e subi com uma corda fixa em solitário escalando, marcando onde ficariam melhor as proteções, calculando com a medida do meu cotovelo para os anões poderem equipar a via (viu Si, Fabi, Bia, Beto..). Uma vez la em cima, puxei a furadeira e desci furando. Não gosto muito de conquistar via sozinho pois em Itaqueri fizeram isso (sem contar que rapelaram furando sem escalar antes – lamentável) e a via ficou uma merda, ninguém escala (Caso o referido quiser arrumar a via, me chama que vou junto com a furadeira, chapa, etc.. pra dar o trampo). Por isso é a primeira vez que conquisto assim, mas desta vez confiei na minha experiência e na fórmula de escalar a via antes e avaliar as quedas, bolt por bolt, move por move (se cair agora… e agora… e agora…) e assim a via ficou segura e fácil de equipar, até pelos baixinhos. E a via estava pronta! Ficou uma das vias mais longas de Itaqueri, e a mais longa do setor 2,5, com quase 20m.

Tem um tetinho fácil no começo - não se deixe intimidar pois é uma via que eu gostei muito!

O tetinho no começo – não se deixe intimidar pois é uma via bastante agradável!

Após pensar muito num nome, resolvi adotar um nome mais politicamente correto e homenagear o parceiro que se foi ano passado, também por sentir estar de alguma forma passando por uma fase similar ao que ele vinha sentindo. E a via ficou uma homenagem pois umas 3 semanas antes do ocorrido, o Shimoto levou uma voadora de uns Perus que ficam na entrada de Itaqueri. E a via ficou sendo a Voadora de Peru. Achei que seria um 6sup, mas esse fds o Ives repetiu a via e deu 6º bola. Ele isolou uns regletões, usou uma aresta meio pra direita, diferente do que eu tinha visualisado, mas estava a vista, então kamon. “Voadora de Peru” 6º/6sup, setor 2,5 em Itaqueri – À esquerda da Sinos do Barão, 7 chapas e base (levar 8 costuras – Sugiro uma costura de 30 ou 40cm para a segunda chapa para a corda não raspar na virada do teto).

Aí domingo a gente tava indo pra invernada, mas o tempo tava ameaçando abrir e tocamos pra Itaqueri, onde pudemos fazer uma sessão de fotos na via antes de começar a chover. Fazia MIL anos que eu não saía em fotos, especialmente tiradas de cima, então obrigado Ives pelo empenho! Bem, em breve farei um review da Sapatilha Spyffer, em principio não estou acreditando no que estou usando. Em breve mais infos!

Finalmente escalada!

 

Hoje a mina que decora o post é a Matriarca Mór, membra fundadora, do São Carlos Pression Team, Naná!

Hoje a mina que decora o post é a Matriarca Mór, membra fundadora, do São Carlos Pression Team, Naná!

Pois é! Esse fim de semana recebemos a presença ilustre da Naná e do Rô diretamente do Rio de Janeiro! E no sábado rolou cuscuzeiro, blocos e festa junina geriátrica com direito a bingo e Raul cortando os pulsos. Domingo foi dia de Itaqueri com cadena tripla da Porra Julinho no segundo setor por Isabeto e Bia, e no primeiro setor da Via expressa pela minha pessoa, ambas 8a.

Ives prestes a alçar vôo

Ives prestes a alçar vôo

No Sábado ainda rolou o pega do Ives na Watch Me no cusco, um 6sup encardido que lhe rendeu tantas horas de vôo que ele acumulou milhas pra ir pra Europa já! E o Viado do Greg, com a ajuda da avó aqui que colocou um costurão na parada, mandou a via em flash! E o evento curioso foi a Naná ter rolado aquele grande boulder/bloco do tamanho de um fogão que tinha no pé antes da saída da Manga Com Leite. Foi bem foda, mas ela, mestre nas artes circenses, saiu andando em cima do bloco tal qual se anda em cima de uma bola! E no fim do dia ainda entrei num projeto de via nova que estou para abrir com o Beto e o Ives e que vai ficar muito legal, comprida, cheia de agarrões, fácil, e o melhor de tudo: Bem equipada! E o croqui, que já foi pra gráfica, já ficou desatualizado! hahaha

Shortinho da copa de 70, para a agonia deste que vos fala hahaha

Shortinho da copa de 70, para a agonia deste que vos fala hahaha

Ainda tivemos primeira vez do Caio na rocha, tendo feito a Mosquitos e a Visual e exibindo seu modelito (TOC ALERT) shortinho da copa de 70, que ouriçou os TOC´s não só meus, mas de outras pessoas! hahaha No mesmo dia ainda tivemos a fortíssima cordada feminina ISABIA fazendo as duas cordadas da 97 bons motivos, um dos meus sétimos favoritos no cuscuzeiro.

Cordada feminina na 97! Isa na seg e Bia vindo de segundo!

Cordada feminina na 97! Isa na seg e Bia vindo de segundo!

E tivemos o Whiper of the week no domingo, uma pena que ninguém filmou. O Ives destemido, pulou não clipou não conseguiu clipar  a última chapa da Intrusos a vista, tentou tocar pra cima e tomou uma bela voada, tendo rolado um momento “A cuzada” em uma raíz que tem perto do começo da via. Coitado foi quase empalado mas passa bem, ainda me deu a seg da cadena na Via expressa =D. O Rô fez a rapa em várias vias no arenito pra ampliar seu repertório e a Naná mostrou que apesar dos 850g em seu prato no Mamãe Natureza, ainda ta mandando muito com um pega super forte na Por via das Dúvidas, tendo mandado de primeira o primeiro crux e conseguido isolar o resto da via até o final!

E foi isso! Final de semana de escalada finalmente! Meu dedo ainda ta ruim, mas fodido por fodido truco e fui escalar esse fds e ainda mandei um oitavinho, ta bão né? hehe

Valeu Naná e Rô pela visita, vc´s são demais!

Ah! E praqueles que tão pedindo uma mochila igual a minha faz tempo, chegou na Quero Escalar! A mochila é feita pela Flora e pelo Tommy, que moram no pé do Anhangava em Quatro Barras e inteiramente artesanais com qualidade excepcional. Confiram aqui a mochila e se quiserem mais fotos é só pedir! Aliás, está cheio de novidades por lá! Além da mochila, as novidades incluem:

– fita fininha de dyneema

– um monte de sapatilhas e cadeirinhas novas! (Se depender da gente ninguém nunca mais vai escalar com Cadeirinha e sapatilha nacional ruim de novo! =)

– Tem também a Revista Montanhas! pra quem quiser adquirir a segunda edição.

– Chegou o R-Point, também conhecido como Grigri só que com preço mais acessível que o outro.

– O novo Lançamento da 4Climb, uma das melhores marcas do mercado Brasileiro de escalada, que reinventa seu melhor Magnésio SuperChalk através do novo Chalk Case com um recipiente para melhor transportar o velho e bom Superchalk na mochila, ótimo pras trips e pra não fazer muita sujeira.

– Chegou também a linha completa de calças da Hard Adventure, confira!

Sempre tem coisa chegando e tem coisa que nem chega e já acaba rsrsrs Mas o melhor vocês já sabem que sempre coloco preços justos pra vocês poderem escalarem mais e gastarem menos com equipos! Aproveitem! =)

Bem, é isso, tem um monte de vídeos que pretendo colocar até o fim da semana! Good crimb to you all!