Semana cheia de vídeos

Garota aleatória da postagem de hoje guiando em móvel :)

Garota aleatória da postagem de hoje guiando em móvel 🙂

Pois é, nem precisava, mas saiu tanto video legal essa semana que tava fácil fazer um post hoje!

Começando com Muriel Sarkany, que foi a terceira mulher a mandar um 9a Francês (11c Br) atrás de Josune Bereziartu e Charlote Duriff!

Esse vídeo é muito bem feito, do escalador americano abrindo uma via na Espanha, um 8c Fr se não me engano. Mostra todo o trampo de abrir a via, limpar, ver se ficou segura, coisa que tem gente que não faz quando abre via de qualquer jeito por aí.

O Vídeo da semana foi do Adam Ondra mandando a vista seu segundo e mais difícil 9a (11cBR) a vista. É, a mina se torna a terceira a mandar esse grau, e o lazarento vai e manda a vista. Só da pra assistir direto no site dos féla, então clica aqui.

E a Mammut resolveu prestar uma homenagem aos escaladores das antigas mandando seus patrocinados reescalar vias que marcaram época. Começando com a via Hayaena, e depois Action Direct, o primeiro 11c do mundo. Saca os moves de MONODEDO E BIDEDO quase no teto, e a montê. (Não é a toa que o primeiro que mandou essa via INVENTOU o Campus Board).

E esse ano a PETZL vai inovar e fazer um evento Petzl Roctrip itinerante passando por 5 países durante mais de um mês. Veja o vídeo. Uma pena que no Brasil a marca esteja tão mau representada. 😦 Os atletas Brasileiros patrocinados PETZL que o digam.

E tinha separado esse aqui a miiiil anos pra postar aqui, de um evento chamado Adidas RockStars.. será que ja rolou por aqui?

E um último, antigo, pra acabar, pq escalada na Espanha nunca sai de moda!

http://vimeo.com/28063837

(Chato pacaralho não deixou embebedar esse também!!)

 

 

Passos largos!

Eu na via Cafeína - Arcos

Eu na via Cafeína – Arcos

Semana passada não teve post mas hoje vai ter um por uma única e excelente notícia! É muita coisa boa acontecendo em tão pouco tempo que a ficha nem caiu direito ainda. Muitos amigos conseguindo alvará de soltura das esposas voltando a escalar, minha tendinite que nunca mais voltou e os projetos saindo. E a grande notícia: recebi uma proposta tentadora que se eu aceitar vai rolar arrumar as malas e passar uma temporada escalando na Grécia e sabe-se lá mais aonde. Um grupo estrangeiro ficou sabendo da proposta da Quero Escalar de oferecer equipamentos de qualidade a preços justos com uma “cara” um pouco mais pessoal, com essa idéia de ganhar na quantidade e não no “lucro-Brasil”. Fizeram uma proposta e me ofereceram uma quantia de dinheiro que se tudo der errado eu compro um pico de escalada só pra mim! O grupo estrangeiro está com a idéia de que eu continue gerenciando tudo à distância e que contratemos de início uns 15 funcionários que sejam escaladores MESMO pra fazer a coisa andar (cuidar da parte de vendas, logística, gerenciamento e administração, escritório, marketing e relações exteriores). Eu já falei que enquanto eu penso se aceito ou não a proposta, está proibido freio 8 na loja pois isso seria contra tudo que temos pregado até hoje! O nome é Quero Escalar e não quero rapelar né? Enfim, esse grupo gerencia várias marcas gringas e quer entrar com tudo no mercado brasileiro de escalada pra acabar com a festa dos preços ridículos que rola por aqui. Acho que vai ter gente perdendo o sono a noite! haha A idéia é criar um grande centro de importação e distribuição de equipamentos de escalada e vender para o Brasil inteiro através de filiais espalhadas por todas as capitais e principais centros de escalada. É, esses chineses tem cada idéia que vou te falar viu?! Não sei como eu não pensei nisso antes hahaha Em principio os produtos serão produzidos nas fábricas na Itália e República Tcheca e em breve estarei embarcando pra ir conhecer o escritório do grupo em Pequim, e na sequência passar pelas fábricas para conhecer o processo produtivo e avaliar a qualidade do material. Fiquem tranquilos que só vai entrar em terras Brazucas do bom e do melhor! Vai ficar fácil enfrentar a concorrência assim, oferecendo preços justos e produtos de qualidade sem intermedários! Rolou até um boato de criar uma revista só deles pra divulgar os produtos e promover os eventos e atletas. Aliás, falando nisso, ainda em Abril começará a “peneira” para escolher os atletas patrocinados da Marca, que prefere ficar no anonimato por enquanto. Terão que ser atletas com alto grau de Carisma, popularidade, escalar bem e ter bom relacionamento com a comunidade.

Bom, por enquanto são essas as boas novas!  O Croqui do Cusco eu termino outra hora, que agora vou é comemorar e pensar se aceito a proposta. (Alguém tem alguma dúvida?).

===========UPDATE==================

Foi mal galera, primeiro de Abril!

Foi mal galera, primeiro de Abril!

 

Fiquei surpreso pois bastante gente acreditou! Isso mostra que estamos no caminho certo e que muita gente não só torce pelo projeto “Quero Escalar” como acompanha e caminha junto! Se foi fácil acreditar nessa história mirabolante, é porque algo sólido temos construído, só falta mesmo o investidor Chinês! 😉 Enquanto isso vamos trabalhando da mesma maneira e fortalecendo nossos princípios e valores!

Valeu galera, e desculpa aí se alguém não gostou da brincadeira, poxa, era primeiro de Abril!

Altos e Baixos

Quando eu repetir foto me avisem!

Quando eu repetir foto me avisem!

Acho que na escalada não tem um trocadilho mais óbvio que esse título, mas a bem da verdade é que se eu parar pra pensar acho que consigo achar outros. Você entenderá tudo, keep reading. Ultimamente tenho tido dias super corridos! Tenho trabalhado muito, ao ponto de ter que pisar o pé no freio e deliberadamente procurar coisas pra fazer no meu tempo livre só pra não ficar no computador mais tempo. É claro que eu já faço isso automaticamente, mas como eu não to podendo treinar tanto quanto eu gostaria, também  tento não usar o computador no meu tempo “Livre”. Primeiro porque se eu sento aqui num sabado de manhã antes de ir escalar ou num domingo de madrugada pra ler notícias, quando eu vejo estou respondendo emails de clientes, comprando ou vendendo alguma coisa ou dando manutenção no site da Quero Escalar. E aí se contar essas horas vou ultrapassar as 40 horas de trabalho semanais facilmente. Bem, por isso, (mas não só por isso) as postagens rarearam ultimamente (mas tem muito conteúdo acumulando-se!). E pra piorar o Filipe Carelli do “A outra Esquerda” também ta viajando, e logo, o outro fanfarrão do blog de lá não tem mantido-lhes suficientemente entretidos.

Semana passada foi uma semana polêmica, com muitas noticias pipocando. Pra quem não sabe, o Tito Traversa, um italianinho de 12 anos que ja havia mandado vários 10c’s (8b+fr) morreu. É, morreu. Se escafedeu. (Ele morreu ele morreu ele morreu Lombardi!! Lará laráa laráa….). E agora tem uma nova moda nos picos de escalada que é sair conferindo as “Borrachinhas” das costuras de todo mundo. Coisa que eu já fazia antes mas por pura curiosidade de conhecer o equipo alheio, não por ser alheio mas por ser diferente, agora com uma bela desculpa. Pra quem não entendeu nada, a causa mortis do guri foi ter caído no chão depois de chegar no final de uma via de 17m. Clipou a última, deve ter falado (ou não) pro Seg: “Blz to na sua retesa!” e aí veio “estourando” uma por uma as costuras até ele se esborrachar no chão. Mas como? Ao que tudo indica, depois de extensa leitura em vários topicos pela net, da pra se chegar à conclusão de que a mãe de uma amiguinha da mesma idade dele arrumou as costuras da filha. Ela, não manjando PORRA nenhuma de escalada cometeu um erro inocente, e os responsáveis na hora não conferiram as costuras. O erro? Passou a FITA da costura pela borrachinha que a mantém no lugar, e a borrachinha pelo mosquetão dando a impressão de que a fita estava presa ao mesmo. Foda. Fica a dica, e fica o aprendizado. Com certeza esse acidente salvou a vida de uma GALEEERA que nem sabia que a borrachinha não aguentava 2 toneladas (ela aguenta tipo umas gramas apenas, é o mesmo que um elastiquinho de dinheiro). E agora todo mundo vai ficar esperto com os equipos alheios (espero). Foda!

Esse aí é o vilão, porém, montado do jeito CERTO

Esse aí é o vilão, porém, montado do jeito CERTO

Vi todos os blogs copiando e reproduzindo a foto (abaixo) da costura, mas quase nenhum site falou sobre o String (detalhe técnico referente ao acidente), então resolvi colocar um pouco de informação extra, que nunca é demais. Dê uma olhada no “PETZL EXPERIENCE” com as fotos de “MODUS ERRANDI” de usar seu string (a borrachinha chama String). Ah, e antes que vc pense: “…Nunca mais vou usar essa porra”…, não seja bobo. Ela é muito útil, e sua presença pode lhe garantir mais segurança do que prejudica-la, uma vez que garante agilidade nas clipadas, mantem o mosquetão no lugar e protege a fita bem no mosquetão de arestas cortantes. É só ficar esperto e praticar o seu uso correto.

Costura no modus operandi ERRADO igual ao do acidente

Costura no modus operandi ERRADO igual ao do acidente

O String serve pra manter o mosquetão orientado na posição correta.

O String serve pra manter o mosquetão orientado na posição correta.

Independente do tipo, cuidado pois sozinho ele não faz nada!

Independente do tipo, cuidado pois sozinho ele não faz nada!

Esse é dificil de visualizar, fique esperto e confira sempre!!

Esse é dificil de visualizar, fique esperto e confira sempre!!

Porquê não se deve utilizar dois Strings numa costura

Porquê não se deve utilizar dois Strings numa costura

A Petzl também recomenda que não se use String em Fitas longas. Eu uso mesmo assim, mas fico BEEEM esperto pois sei que isso pode acontecer!

A Petzl também recomenda que não se use String em Fitas longas. Eu uso mesmo assim, mas fico BEEEM esperto pois sei que isso pode acontecer!(você sabia?)

Bem, e chega de falar disso. E como ja foi um baixo, vamos falar de um alto agora. Semana passada BOMBOU na internet as fotos do Chris Sharma e da Daila Ojeda num ensaio fotográfico Desnudos (y borachos). Eles fizeram as fotos para uma série de fotos pra ESPN americana mostrando os corpos de atletas famosos como jogadores de basquete e snowboardistas. Foi com certeza o ponto alto da semana para os escaladores, que não precisaram lixar seus calos antes de ir treinar durante toda a semana. Fica aqui o link para o ensaio completo, e deixo um teaser… ;P Mas não vai esperando muito não que é só uma fotinho de cada e mais uma com os dois juntos.

Vc acha que eu não ia falar sobre isso aqui no Blog?

Vc acha que eu não ia falar sobre isso aqui no Blog?

E agora vamos para outro ponto baixo da semana passada, que foi a Polêmica da corda Rompida na Pedra do Elefante em Andradas. Você viu?! Eu como revendedor seria muito féla se não falasse nada a respeito! Vamos aos fatos:

Corda Beal Yuji 10mm

Corda Beal Yuji 10mm

Primeiro sobre a corda: É uma Yuji, de 10mm da marca BEAL. Segundo o fabricante, é uma corda com menos capa que as outras, e logo, “mais Eco-friendly” (minha rola). A Beal diz que ela é para todos os usos, só fiquem espertos que a durabilidade é menor que as outras, principalmente abrasão e sujeira. Dito isso, muitos sites internacionais a classificam como uma corda pra “Ginásio”. Mas não pro Ginásio comprar e deixar lá pra milhares de pessoas moerem-na diariamente. É para vc que treina na academia 1 ou 2x por semana ter a sua de meia com seu parça, escalar, guiar, cair, moer e trocar depois de um tempo. Uma corda barata e comoda pra se voar, porém, num ambiente controlado de academia, que nao tem problema de arestas, quinas nem nada.

Aí veio um brother do GEEU com uma dessa que ele comprou na gringa, e desce um parceiro dele de Baldinho numa virada de teto num dos granitos mais lazarentos que eu já vi, o de Andradas. Não bastasse o simples correr da corda pra baixo e atritar natural com a virada do teto entre a corda e o granito, tal virada era diagonal, e alem do movimento para baixo em Y, também rolou um pouco de movimento para o lado, em X. E a corda ficou igual a da foto (é a da foto na verdade). O que sucedeu foi que ele entrou em contato com a Beal e a Beal meio que tirou o corpo fora: “..Só damos garantia contra defeitos de fabricação!”… O dono da corda ainda alegou que ja tinha feito isso ali com outra corda (descer de baldinho). Só que foi justamente com uma das cordas mais duráveis, caras, e melhores que existem: uma Sterling. Aí fica dificil comparar!

Moral da História: Agora tão fazendo umas cordinhas mais “suaves” e baratas, (Tipo a negresco que custa a mesma coisa que antes mas tem a metade do diâmetro), só que com qualidade menor. Pros Calcáreos franceses deve ser lindo mesmo, é quase uma pedra sabão, mas pros granitões cheio de cristaizinhos fdp’s de Andradas realmente é de se preocupar. De qualquer maneira serviu ao mesmo propósito do caso Tito Traversa: Agora ja ta todo mundo ligado que essa corda não é uma Sterling e que se for comprar tem que usar direito e não pode abusar muito! Eu particularmente não teria problema em ter e usar uma, principalmente pq é melhor ter uma dessa do que não ter nenhuma, e muitas vezes o preço é um fator limitante na escolha da compra de uma corda. No brasil não são 20, 30, 50 reais de diferença, as vezes são 300, 400 reais de custo brasil a mais pela outra. E aí fica dificil competir com mercado paralelo! Ainda mais pro escalador esporádico que vai pro setor 2,5 de Itaqueri a cada 2 meses, essa corda tá boa demais! 😉

Sabe o que o Alex Megos fez quando mandou o primeiro 11c a vista? Tirou uma ONDRA! huauhahuauha

Sabe o que o Alex Megos fez quando mandou o primeiro 11c a vista? Tirou uma ONDRA! huauhahuauha

Ponto alto: Adam ondra manda seu primeiro 11c a vista (9a Fr). Ninguém falou nada! kkkkk Coitado, só pq ele tava lá no intento, aí veio um muleque (que deve ter surtado com as fotos da Daila – ou do Chris Sharma – No ten nada demás!) chamado Alex Megos e manda primeiro que ele o primeiro 9a da história. Mas não tira o mérito. Mesmo pq o Adam ondra tinha mandado uns 15 11b a vista e decotado uns 4 ou 5 11c’s pra 11a ou 11b! E dessa vez ele falou que é 9a mesmo, não o mais dificil, mas ainda assim 9a. E deve ser mesmo pq já não tem a pressão de mandar pq não vai ser o primeiro mesmo.

E como no final de semana teremos presenças Ilustres em Itaqueri, conheça mais o Raphael Nishimura: um dos escaladores mais badalados do momento:

E Por hoje chega, porque eu sei que se pusesse muita coisa ninguém ia ler mesmo! hahaha

 

Primeiro V14 feminino, Piés de Gato Muertos, vish, mil coisas!

A Daila Ojeda também foi alvo de comentários este final de semana. Ela e seu conterrâneo Raul!

Ok, seguindo a tendência de Mais posts menos longos, vamos parar pra observar agora alguns vídeozinhos. Esse final de semana o mais comentado lá em itaqueri foi o video do Chinês mandando 11a em menos de 2 anos de climb, e, claaaaro,  os gritos que ele ia dando no caminho. Rolou até a opinião de um profissional da área da saúde (educador físico vale né? kkkkk) dizendo que pesquisas indicam que realmente com o “gritinho do Chris Sharma” vc fica mais forte mesmo… Só sei que se for verdade a minha vizinha deve fazer uma força absurda cada vez em quando…  Mas vamos ao que viemos, novamente:

O Arnaldinho e uma galera espanhola regrampeando (ou seja, não alterando a via, porém dando manutenção 20 anos depois, na via que por acaso era dele mesmo) e fazendo uma via de várias cordadas com média de 10° grau… detalhe: DE PLACAAAA! Não sabe o que é placa? É uma via positiva em que vc escala sem agarras, só na aderência com pequenos (Não da pra chamar de reglete de tão pequeno) cristaizinhos do tamanho de palitos de fósforo e cabeças de alfinete pra vc borrar a cueca quando estiver guiando pois não tem um mísero reglete pra vc se apoiar…E só pra sacanear normalmente essas vias têm menos chapas do que a rodovia que vc usou pra chegar ali tem de pedágios. É escalada de sapatilha, pura e simples… Os invejosos vão dizer que é técnica, habilidade e estilo trad… hahahaha

E se vc gostou do estilo “Trad” do primeiro vídeo, veja como se faz um filme com belas imagens das escaladas em si: e não só dos escaladores fazendo comida:

Sean Vilanueva escalando nos Tepuis do Monte Roraima…. Detalhe para a geladeira* rolando em queda livre… Aqui nos arenitos do interior é assim, não sei com vc’s! hahaha

Esse vídeo aqui é pro Casal nipônico que está começando a frequentar as monitorias: Fabiana e Greg! (Não o Greg greg, outro Greg, um novo Greg hehehe)

É um vídeo da Primeira mulher no mundo a mandar um V14!!! Como assim, que porra é essa? Então gente… na escalada existe a escalada e o boulder. Na escalada tem graduações, e o Boulder tambem! A graduação americana de boulder (que serve obviamenta para medir a dificuldade daquela escalada) é em V: V0 a v16 e a francesa é com numeros e letras tipo 6a, 6a+, 6b, 6b+, 6c, 6c+, 7a, e aí repete até o 8C+ que é o maximo que alguem mandou. Para não confundir com via, que na graduação francesa também é dada pelos mesmo exato modelo, o boulder é escrito sempre em maiúscula. Aqui no Brasil a graduação de Boulder que todo mundo usa é a Americana, então em qualquer lugar que vc  vá fazer boulder eles falam a língua do V. Menos no Rio, que tem sua própria graduação que só eles entendem e decidiram que iria ser a graduação oficial do Brasil. Ou seja, a graduação oficial do Brasil de boulder é a carioca, que só eles usam, e nos outros 25 Estados e DF usamos a graduação americana. AH, já na escalada usamos a graduação brasileira… em breve, mais sobre graus… Enfim, o mais foda que alguem ja mandou até hj é V16, 8C+, pelo Daniel Woods, (e talvez pelo Italiano Christian Core, que abriu um V15 mas o escalador mais forte da atualidade, Adam Ondra sugeriu V16). Já a mina mais foda até uma semana atras tinha mandado um v13, 8B, e agora temos uma mina que mandou 8B+, V14!! Ahu! Ah, tudo isso pq ela é uma Japa que mandou uma linha histórica de outro japonês Len (wait for it) Dário! O Famoso Dai Koyamada. A via se chama Catharsis, e o motivo deste nome eu não tenho a menor idéia. Detalhe também que na ultima etapa do mundial de escalada predominou a hegemonia oriental!

Este vídeo é da mostra de filmes de montanha que vai ter na França mês que vem. Uma fotografia muito legal, e com alguns trechos do filme do Petzl RockTrip do ano passado na China (QUE VENHA A ARGENTINA…. HAAAAAAAAAAAJA CORAÇÃAAAAAOOOOOOOO!!)

E para terminar, não um vídeo, mas uma novidade. Sapatilhas de escalada em Espanhol são piés de gato… Mas algumas pessoas parece que usam piés de gato muertos… tamanha é a carniça na sapa do(a) Meliante(a). É pedaço de carne morta (pele) com suor e milhões de bactérias em putrefação num ambiente anóxico perfeito para cultura de microorganismos simbióticos metanogênicos… (SENTIU O DLAMA?). Enfim… mas SEUS PROBLEMAS ACABARAM!!! Chegaram as Banana Boots! São realmente bananas (porém sinteticas) que vc poe nas sapatilhas e ela absorve a umidade da sapatilha, evitando que ela fique fétida e depreciável. E não é só uma questão estética: Minha sapatilha começou a rasgar do ladinho pois eu a deixei um tempo dentro da mochila depois de escalar (era uma época fria) e provavelmente as bactérias fizeram a festa no couro o que enfraqueceu bem aquele ponto que sofre tensão durante o calçar e descalçar… Nada que Dona Esther não resolvesse com dois pontinhos, mas enfim, não está mais igual nova! Ah, o legal é que as bananas ficam pretas quando já deram tudo que tinham que dar, igual uma de verdade! hahaha Da uma olhada:

A solução para seus Piés de Gato Muertos!

 

Muito bem! E chega por hoje, nos vemos na monitoria Quinta!

PS – Preparai-vos para o Campeonato Caipira!!! 10 de novembro, próximo post, tudo sobre!