Vídeos Comentados

Tem uma foto sua escalando, garota? Manda pra eu decorar o próximo post! ;D

Tem uma foto sua escalando, garota? Manda pra eu decorar o próximo post! ;D

Tá, toda semana eu coloco vídeos comentados, principalmente nas semanas que estou escalando menos, mas preciso mudar o título do post cada vez em quando 🙂

Não vou por as fotos de Arcos ainda pois ninguém me passou as respectivas, né Sr. Guilherme e Dona Bia?

Por enquanto vamos conferir os vídeos que foram sucesso semana passada pela net afora.

Semana passada saiu um vídeo da Mayan Smith-Gobath no Brasil. Parece que ela não para quieta e agora foi pra Oceania escalar um dos picos mais famosos do novissimo continente. Localizado na Nova Zelândia, a Totem Pole é uma batata frita gigante em pé de 5×5 e uns 40m de altura no meio de duas paredes a beira mar. Bonito e aventuresco. Vira e mexe aparece propaganda de alguma coisa nesse lugar pois é muito clássico. Mas já virou meio clichê de tanto aparecer, igual fotos do chris sharma fazendo psicobloc em Mallorca ou do Adam ondra sem camisa se camuflando numa rocha calcaria branca como ele em um 9b numa falésia qualquer pelo mundo.

E aqui um vídeozinho curto sobre uma garota americana que sempre foi diferente e quis morar numa van e escalar pra caralho. Atleta patrocinada, ela fila o wifi das cafeterias que frequenta e ferve a água do café em frigideira.

E se tem uma Persona-non-grata nesse país, esse cara é Enzo Oddo. Tomou tanta bordoada pelas cagadas que andou aprontando em sua última passagem por aqui, que sobrou até pro seu companheiro, que em teoria “não tem nada a ver com a paçoca” Gabriele “água de salsicha” Moronni. O Tribunal de Pedra da internet condenou os dois ao exílio sob ameaças e críticas duríssimas sobre suas condutas quando tiraram chapas de uma via do Marechal da Mantiqueira (queria ver se fosse via minha hehe) la de Itatiaia, e furaram um boulder porquê ao que tudo indica não tiveram as moral de escalar outras vias mais comprometidas por esse Brasil afora. Enfim… finalmente saiu o primeiro vídeo da polêmica passagem dos meninos por aqui..

Um dos protagonistas dessa confusão toda mas que depois “meio que se” provou que era inocente, o Moroni, lançou um vídeo de 45min dele escalando na espanha. Com aparições de Joe Kinder Ovo e Lucas “Braço Preto” Jáh Marques dando depoimentos calorosíssimos sobre o ruivo, o filme é legal pelas aparições de seu BFF (best friends forever), o também italiano Silvio Reffo. (aviso de mais do mesmo daquela receita de video de escalada 2012-2013: Ir num pico foda, encontrar os fodões, mandar várias vias foda, projetar uma mais foda ainda, mandar no último dia de trip e furar uma via nova, que na verdade são só meia dúzia de chapas a mais pra esquerda de outra via já com top e tudo mais, que acaba precisando de um costurão de 60cm pq a chapa nao ficou num lugar bom pra equipar nem pra clipar com costura curta – Genja, como vc tá chato!)

E falando em crítica, acho que apesar de falar muito disso e daquilo, a única coisa que eu pego no pé MEEESMO é sobre segurança. E isso inclui sobre abrir vias direito sem colocar as pessoas em risco, inutilizando trechos preciosos de rocha que ninguém vai escalar porque a via ficou “perigosa”. De nada adianta abrir um setor inteiro se as vias precisam de costuras de 60cm para ficar minimamente escaláveis. Via boa tem que ser segura mesmo equipando. Se não fica um monte de chapa na parede, praticamente desperdiçada pois ninguém vai querer entrar na via pra correr um risco gratuito. Quer correr risco vai fazer parede, big wall, guiar esticões de 20m entre paradas. Quando for abrir uma via, escale antes. Pense nos melhores lugares para EQUIPAR (colocar as costuras nas chapas), de maneira que se você cair puxando corda costurando não bata no chão, não bata em platôs. Role blocos soltos ao longo da via, agarras duvidosas voce pode reforçar com sika (mas seja discreto, por favor!) e faça uma parada amigável. Dê uma olhada nesse vídeo de como abrir uma via clássica:

Outra coisa que inclui a segurança é fazer segurança pra quem está escalando de maneira correta. Os equipamentos que usamos são testados incessantemente pelos fabricantes e fica comprovado por eles que de algumas maneiras seus produtos não funcionam, de outras funcionam com excelência. Mesmo assim as pessoas insistem em usar freios como o Grigri por exemplo, à seu bel-prazer sem se dar conta de que estão colocando a vida de seus companheiros de escalada em risco. Só existe uma maneira correta de dar segurança, e não é a que você sabe “melhor”, é a que o fabricante indica e sugere. Mas tem gente que continua achando “muito difícil” e prefere fazer de uma maneira em que o freio não evite que o escalador caia em queda livre até se esborrachar no chão. “Perca” (na verdade, ganhe) um tempinho, aprenda a fazer direitinho de seg numa via (ou duas) para um chegado, somente do jeito certo, por mais que você tenha dificuldade. Eu prometo que no final das 2 vias você vai estar conseguindo! Leia na internet, no manual do seu brinquadinho novo, veja videos na internet como fazê-lo pois um acidente por sua causa além de causar uma morte, pode fechar um pico inteiro de escalada para toda a comunidade, e olha que já não temos muitos! Enfim!! Vocês lembram daquele escalador que já mandava décimo grau antes de você nascer, o Novato, pai do Edu Marin, que com 60 anos está malhando uma via de 11b e recentemente mandou seu primeiro 11a? Pois é, ele é um que aparece dando seg de maneira completamente equivocada nesse vídeo que dá até desgosto 😦 Mas o vídeo em si é legal, e aparece ele malhando seu projeto, falando sobre motivações, sobre seus processos e que a via está próxima de sair. Isso se ninguém se matar com a sua seg hahaha

E vamos aliviar um pouco esse clima tenso que se instaurou. Curta esse vídeo de uma escalada no Marrocos. Curto, com belas imagens e um pouco de escalada. Legal a narração com sotaque 🙂

E no final, um vídeo de dois Brazucas em Bishop, provando que não é necessário muitos recursos para fazer um vídeo bem legal. Com uma Câmera, um tripé, registraram sua trip para os EUA e fizeram um vídeo muito leve e cativante até para o escalador como eu que não gosta de boulder. Detalhe para o minuto 3:30 o cara dando uma de Robert estragando o take dando A-QUE-LA coçada no saco cabulosa enquanto pensa em descer do boulder.

Bom, e já deu né? Tem mais uma série de vídeos da Paige Claassen, quem sabe no próximo post. Qual a boa do finde?

Costura encontrada no Cusco! (& vídeos)

Escaladora anônima que decora o post de hoje

Escaladora anônima que decora o post de hoje

Faz um mês mais ou menos, o pessoal de Botucatu encontrou na Nega Maluca uma costura e deixou comigo pra eu divulgar e procurar o dono. Se alguém for o dono, entre em contato enviando o modelo, cor, número da conta bancária, senha, etc.. para podermos retornar a dita cuja ao papai (ou mamãe) desnaturado! Se não aparecer o dono, vamos colocar os mosquetões nas paradas das vias novas que conquistarmos! (A propósito perdi um canivete da PETZL azul com detalhe em laranja em Itaqueri, provavelmente no segundo setor, se alguém achou, ficaria muito feliz de ter meu bebê de volta!)

E já que estamos, vou deixar uns videozinhos lúdicos que vi faz umas duas semanas (que ultimamente não ta dando tempo nem pra almoçar!).

Esse aqui com uma cena raríssima do Adam Ondra escalando com móveis nos rodapés Gritstones ingleses. Curtinho (por isso que eu vi) e interessantinho vê-lo costurar um camalot.

E aqui meu sonho de consumo. Não, não é a Alex Puccio nem um jogo de Tri-Cams novo. Também não é a nova Scarpa Instinct VS. Nem a nova cadeirinha Cyrus da Edelrid. É a Van do Alex Honnold. Imagina ir pros picos e não ter que pagar (muitas vezes) R$25 de camping?! Porquê será que Camping é tão caro aqui no Brasil né? Em teoria vc paga por um espaço na grama pra estender uma barraca, dorme no chão, usa uma pia pra encher sua garrafinha de água e o chuveiro (não necessariamente). E muitas vezes pelo mesmo valor ou próximo vc acha pousadinhas onde vc pode ficar numa cama de verdade, com café da manhã incluído, enfim. Acho que até o ato de acampar é meio visto como comportamento elitizado por aqui. Afinal, agrega! Enfim, lá fora vc compra uma van dessas usada (com uns 3 a 5 anos) por valores entre 10.000 reais e 150.000 reais (nova) toda equipada. Aqui a usada com 15 anos de uso e sem nada (ou seja, vc vai ter que montar cama, cozinha, tudo do zero) vc paga em torno de R$20.000. Bom, quem quiser me dar uma de presente, eu dou os trampos! hahaha Ia ficar invernado no Cipó meses! Pensando bem, será que isso sobe a trilha da Divisa? Será que da pra deixar estacionado no pé do Anhangava na moral? Ali em frente à carumbé no G3? É… tudo tem seus prós e contras! Enfim, video:

Apesar da Polêmica com o Enzo “destruidor de vias alheias” Oddo e sua passagem pelo ParNa Itatiaia, o Fotógrafo Brasileiro Taranto Jr. Acompanhou os dois escaladores em sua passagem pelo Brasil e está programando de lançar um vídeo muito legal com os meninos. Não vejo a hora de ver a filmagem da remoção das chapas da via do Eliseu! hahaha

E falando em Francisco Taranto Jr, o próprio esteve por algumas semanas nas Filipinas em companhia de outro Brasileiro, o Pablo Scorza, que entre uma autorização e outra pra poder morar na Espanha esteve acompanhando o casal Edelrid-Wild Country James Pearson e Caroline Ciavaldini. Ô Vida dura desse Francisco!

E voltando à terras tupiniquins, video de outro Atleta (talvez um dos poucos) patrocinado Brasileiro, o Nishimura, mandando a via África no setor Corujas. Nota: Se vc escala mais que 7c não aqueça nessa via no setor Corujas. Melhor aquecer em algum oitavo de agarrão qualquer no setor que apertar esses regleticos!! Nishimura de parabéns!

E pra acabar, Beto mandando a Caixa de Pandora! Um dos vídeos mais esperados dos últimos meses aqui no Blog! BOOOA MOOONSTROOO!!! (sic) hahaha

E por hoje é só pe-pe-pessoal!

PS – Sábado tem Ritual Xamânico aqui em São Carlos, quem quiser participar, me peça que encaminho o convite e as orientações!

Fica a primeira parte (de 4 partes) de um vídeo incrível, vejamos se ele irá cativar-lhes! A segunda parte é mto legal!

 

 

O Retorno do Rei e a Lenda

Adivinha onde eu tô, quem ta de volta na praça? Chris sharma, ex-quadrilha da fumaça!

Adivinha onde eu tô, quem ta de volta na praça? Chris sharma, ex-quadrilha da fumaça!

Ele está de volta. Quem gostava do Chris Sharma já estava enjoado dos mesmo videozinhos ctrl+c ctrl+v de sempre mostrando a vidinha perfeita dele lá na espanha, com a mulher perfeita, casinha perfeita, com um cachorro perfeito, escalando pefeito. BO-RIIIIING. Entediante. Não aguentava mais e já estava rolando um momento “vergonha alheia” cada vez que saía um video novo “mais do mesmo” do chris sharma. Parece que quando ele queria fazer uma coisa diferente só faltava ir no Parque Ecológico fazer picnic (please kill me now). Fofoquinhas a parte, Chris parece que está numa nova fase de sua vida, muito mais positiva e agitada, e botou o pé na estrada. Primeiro foi pra Austrália, depois foi pra Yosemite tentar livrar a Dawn Wall junto com o Tommy Caldwell que tenta pelo sexto ano consecutivo. Aí o parque fechou e foram pra outros picos. Eis que depois de 5 anos sai um filme realmente cativante do nosso herói pop das falésias esportivas escalando e fazendo boulder no “The Grampians” que é tipo o Cipó Australiano. Nesse tempo que ele ficou hibernando brincando de American way of life (só faltou a cerquinha branca), quem ganhou atenção (muito merecida diga-se de passagem) foi o Tcheco Adam Ondra. Depois de mandar vários dôzimos, o tcheco voltou pra escola e, apesar de mandar um dôzimo ou outro de vez em quando, parece que é só isso que ele faz e não faz mais que a obrigação. Enfim, tudo isso pra apresentar esse vídeo novo que a Prana fez sobre o Chris em sua visita pela Austrália. O mais incrível é que o vídeo é do Simon Carter, o Naoki Arima versão internacional da fotografia, que agora também está fazendo vídeos. Destaque para as vuadas, oferecimento: shimoto airlines.

E agora vamos polemizar. Todo mundo ficou sabendo da treta do Gringo que veio arrancar chapa das chaminés cariocas em itatiaia, e abrir via onde não pode. Aí depois de ter sido queimado vivo em praça (fórum) pública, ele solta um texto que se encaixa na categoria “Errou feio errou rude” ao tentar justificar suas atitudes com argumentos completamente fantasiosos e bem de “forçação de barra”. Do tipo “é… é… Arranquei memo, é… é… se foda.. Ninguém garante que a via era sua! pode ter subido um dinossauro ali antigamente e por isso vc não foi o primeiro, nao tem como saber“. Fala com a minha mão mano. Detalhe que ele trata como fenda uma chaminé de meio corpo (daquelas que você tem que colocar o cotovelo dobrado pra caber o antebraço dentro – Asa de galinha! – mais meio corpo pra conseguir fazer o entalamento). Sua declaração de “mea culpa” cheia de frases de efeito vazias criadas pelo gerador de blablabla foi mais um momento vergonha alheia, e uma excelente oportunidade perdida de ter ficado calado. Enfim.

http://desnivel.com/escalada-roca/enzo-oddo-hay-que-prohibir-los-spits-en-las-fisuras-de-granito

E falando em cagada e apedrejamento em praça pública, o Joe Kinder sofreu o mesmo essa semana, pois abriu uma via num pico, e arrancou uma “arvrinha” na saída da mesma que estava bem na reta de queda do crux, o que evitou possíveis empalamentos por parte dos escaladores. Acontece que a árvore era protegida, meio sagrada entre os locais, centenária. Aí a casa caiu pro Joe Kinder (ovo). Em vez de falar: “Se foda, agora a árvore não volta mais e eu faço o que eu quiser” ele soltou um super pedido de desculpas admitindo o erro e contando a história de como ele pensou pra chegar à conclusão de remoção da árvore e se dizendo super chateado com o ocorrido pois ele não tinha noção de que a árvrinha era tão importante assim. Enfim. Era isso que esperavamos do Muleque que fez cagadas, mas muleque é muleque né. Esperamos que o caso Joe Kinder sirva de exemplo pra galera não sair fazendo merda por aí, e se fizer, como se deve fazer um pedido de desculpas. (Apologies accepted).

http://www.joekindkid.com/2013/10/my-actions-my-responsibility-and-my-mistake/

E para entrete-los, alguns vídeos preparados. Um vídeo muito legal, (mais um) da Prana, com a Heather Robinson, uma veterinária mandando os graus foda em sua falésia quintal de casa. Dica para as meninas que querem ser escaladoras e aproveitar o máximo que a escalada tem a oferecer: Vejam como ela toma voadas tranquilamente nas vias. Que tal começar a perder esse medinho? 😉  (Destaque para a trilha sonora e a fotografia)

E falamos do Chris Sharma, mas por onde anda o mundialmente famoso “Máquina”? Dani Andrada pelo jeito gostou de abrir as vias longas em tetos de cavernas e está se empenhando numa nova via. A espanha que tem todo tipo de Rocha boa, tem também essas grandes “cuevas” altas com arcos em cima, então o lazarento nem tem que viajar muito longe pra poder escalar o que lhe “de na gana”.

E um dos melhores eventos de escalada do Brasil ocorreu no mês passado, o Cocalcinhas. Homens vestidos de mulher foram autorizados a participar também, mas em principio foi um encontro feminino de boulder na rocha.

E esse mês também saiu um vídeo muito legal mostrando as primeiras impressões de uma escaladora recente. Sabe quando a gente fala que não importa quanto você escale, enquanto vc não vai pro Cipó não da pra saber se o “bichinho” da escalada te mordeu ou não? Pois aí a menina aparece sendo devorada por ele. Motivante, inspirador. Bonus para o Barão na Juan Salame 11b. Máquina!

Ah! E pra finalizar, todo mundo sabe que estou terminando os ultimos ajustes no GUIA COMPLETO DE ESCALADAS DO CUSCUZEIRO. Pois pedi apoio a algumas empresas pra fazer propagando no livro (que será colorido, em formato A5, com  muitas fotos com aproximadamente 70 páginas) pra ajudar na impressão, e até então tenho ouvido muita desculpa de que as vendas cairam esse ano e por isso Não podem ajudar. Ah, claro, aí sua marca tem uma queda nas vendas: em vez de vc investir em divulgação e publicidade para que as pessoas voltem a comprar, você guarda o dinheiro embaixo do colchão. Sobre esse assunto preparei um artigo daqueles de 5 folhas de word explicando o porque da crise, mesmo nunca tendo se comprado tanto equipo de escalada no Brasil, talvez solte aqui no blog nos próximos posts. Bom, tudo isso pra dizer que por coincidência numa visita técnica na Alemanha pela Quero Escalar (aguardem, em breve novidades) me aconteceu algo inusitadíssimo, confira comigo no Replay:

Estou eu na Alemanha conhecendo os funcionários da empresa durante uma visita técnica na Fábrica/Escritório da Edelrid quando entra na sala um senhor Alemão muito simpático e pergunta se eu conheço o Cuscuzeiro. Aí eu digo todo surpreso: Claro! Estou fazendo o guia de lá! Aí ele: E vc sabe como é a historia de como começou a escalada lá? Aí eu: Sim, foi um alemão, que abriu as primeiras vias e aí não pararam mais…o nome dele era Karst… aí ele responde todo fanfarrão: Muito prazer, Karst!

Fiquei muito feliz de ter podido conhecer uma lenda viva! O cara que abriu as primeiras vias no cuscuzeiro como Manga com Leite, Watch me, Let’sgo, mosquitos go Home e Denorex por exemplo, lógico que pedi pra tirar uma foto com ele!

Carsten (o cara que junto com o Tonto abriu as primeiras vias no Cuscuzeiro!) e eu, na fábrica da Edelrid.

Carsten (o cara que junto com o Tonto abriu as primeiras vias no Cuscuzeiro!) e eu, na fábrica da Edelrid.

E foi isso, a fábrica é Sensacional, o departamento de criação, deu pra ver como as cordas são feitas e como são projetados os equipamentos e as novas tecnologias. Simplesmente demais!

Ah! Se alguém quiser ver sua marca no guia do pico mais importante do interior do estado, entre em contato!

De volta com novidades: É 5.10, é Beal, é vídeo… Confira!

Fotinho lúdica para decorar o post cheio de vídeos :)

Fotinho lúdica para decorar o post cheio de vídeos 🙂

Ó, nem vem falar que faz 2 semanas que eu não posto nada no blog pq nesse meio tempo foram 3 posts no blog do CUME. Lá eu pus uns “Vidinhos” pra galera que ta começando, a divulgação da SACU – Leia-se: monitoria todo dia essa semana, que não rolou direito por causa da chuva – e as inscrições para a Oficina de escalada do CUME. Mas isso eu ainda tive que fazer rapidinho porque está sendo um frissom com a nova leva de sapatilhas da 5.1o que chegaram na Quero Escalar!! Não obstante, também recebi uma leva de cordas da beal aqui e tudo tem sido uma correria. Tudo começou quando, depois de uma série de decisões, sentei pra terminar o croqui do cuscuzeiro. Trabalhei intensamente por 2 dias sem comer nem beber água muito menos ir ao banheiro e no terceiro dia tive uma reviravolta (os fatos citados acima) e agora eu não consigo tempo pra sentar e dar continuidade aos trabalhos. Mas eu Não reclamo não, é bom sentir-se produtivo. Fiz até um protótipo de cartão da Quero Escalar que preciso mandar pra gráfica, vai ficar lindo de ver! 🙂

Agora só falta eu poder voltar a escalar de verdade (que não aguento mais quinto grau, as mesmas vias de quinto e sexto grau que se somadas não deve dar umas 10 aqui na região, não sei como tem gente que não enjoa, toma vergonha na cara e vai treinar pra fazer mais vias mais difíceis) e pronto, vai estar faltando só uma coisa – ou melhor, pessoa – pra ficar tudo “ótemo”.

E chega de Bla-blá-blá que apesar da semana passada ter sido meio morna de vídeos, essa ta da hora!

Começando com esse, da grande blogueira Marieta Cartró, que manda décimo grau tanto com as palavras num humor afiado e inteligente, quanto na escalada. Aqui ela aparece malhando um 10b (ou c – não lembro que vi o vídeo semana passada) e dando entrevista, falando como começou a escalar, mostrando seu quintal, Montserrat, na Espanha. Depois não sabe pq tem tanto espanhol que escala…

Seguindo a linha de quintal de casa, vamos para o nosso. Ta certo que ta mais para quintal do vizinho (onde a grama é sempre mais verde). Você não pode perder as aventuras dessa galerinha que vai aprontar altas confusões a bordo de uma Kombi do barulho! Mas como não estamos na sessão da tarde, esse é um vídeo de um rolê que uma galera fez pela américa do sul de kombi, mas pra escalar de verdade, nada de ficar fazendo caminhadinha pros topos dos morros… Terminando o rolê no Petzl RocTrip. Vídeo muito bem feito, editado, com belas imagens, de escalada, de lugares, enfim…

E já que o assunto é pedra parada en AR-RENTINA, segue um vídeo do Enzo Oddo àvistando um 10b. Curtinho para os padrões do pico…

Uma pessoa que eu conheci na Piedra Parada Estrela o próximo vídeo. voltando para as terras Tupiniquins, quem gosta da cave de São Carlos, vai adorar essa via, que pra quem for pra Itatim, é um Si-ne-qua-non! Vídeo da Bianca Castro, que apesar de não ser escaladora (ela só faz boulder), resolveu arriscar colocar uma cordinha e fazer os FFA das vias lá pras bandas da Bahia.

Bianca, é brincadeira o negócio de não ser escaladora tá? 😉

E voltando pra espanha, este vídeo ganhou destaque porque o cara (Magnus Mitb0e) desce de um 11c/12a (9a/+) e fala: …”Ói que beleza! 9a+ sem estar tijolado!? Ta bom né?”... PUTO. Mas o que mais chama atenção é o momento TOC (transtorno obsessivo compulsivo) nos minutos 3:10 e 3:30). Eu vou dar uma de Spoiler porque eu sei que muita gente não vai nem se ligar, mas, MEOOOOOO…… Irrita mooooooito quando fulano coloca as costuras de ponta cabeça na chapa!! Que fodaaaaa…… da vontade solar a via e ir lá trocar. Costura só tem dois jeitos de usar: Virada pra direita ou pra esquerda; e mesmo assim depende de pra onde a via vai. O Mosquetão de cima é reto e o debaixo é curvo, e o curvo é preso por uma borrachinha normalmente e o de cima não, e tudo por uma razão: segurança, não é estética não. (se bem que pra mim é uma questão de o mundo poder acabar se ela é colocada assim, igual quando você pisa na divisória das cores da calçada). Enfim, já está na manga um post explicando porquê tudo isso. Sem mais delongas, convosco, o famigerado vídeo;

Só que eu não vou ficar sofrendo de TOC sozinho aqui, agravando meu Bruxismo diurno. Tem um cara mais TOC’eiro que eu, (Mais não, é só mais impulsivo com os poucos TOC’s dele) e eu vou ser bem filhadaputa e colocar esse vídeo pra ele surtar e ter uma taquicardia, quando ele ver o cara do vídeo mandando o “First Ascent” da via, que é em móvel, COM AS PEÇAS POSTAAAASSS…(agora imagina o seu madruga arrancando o chapéu e pisando em cima quando toma bofetada da dona florinda… mais ou menos essa a reação)… E aí Mister Praquê?! Pra quanto foi a pressão agora?! hahahhaa Ah, detalhe que o cara no vídeo também escala em solitário com uma minitraxion..

E agora que a cagada está feita, vai um vídeo para compensar a namorada da pessoa que eu citei no parágrafo anterior que deve estar ali acalmando-o, coloco então um vídeo instrutivo da Steph Davis, ensinando como esparadrapar suas mãos para escalar as fendas perfeitas do deserto de Utah.

E se você achou que no final ia pelo menos aparecer ela escalando de fato… (sim aparece, mas pouquinho), fique com essa via que foi capa da Climbing desse mês, Glad to Be trad, uma fendona incrível de nono grau no mesmo pico.

Bom, e agora deu de vídeos pra mais uma semana né?! Bem, veremos 😉