20 motivos pra você não escalar…

Um dos problemas de se escalar é não ter vias como esta para escalar todo o ano

Um dos problemas de se escalar é não ter vias como esta para escalar todo o ano

Esse é pra você mandar praquela sua tia que arrepia os cabelos toda vez que você fala que vai escalar. Pois é, agora é moda, todas as modalidades falando sobre isso, já vi os motivos para não se andar de bike e se fazer Yoga. Para tentar ser minimamente original vou adaptar para a realidade da escalada e polemizar enumerando razões pelas quais você não deve escalar.

1 – Você coloca em risco o seu relacionamento amoroso. Pois quando você começa a escalar, é muito difícil você não se apaixonar. E aí todos os seus horários você vai querer ir treinar ou ir escalar, causando ciúmes doentio n@ parceir@. Nada mais de passar a tarde de domingo batendo perna no Shopping, no cinema ou no Bar. Enquanto houver luz do dia, você vai ficar com uma enorme sensação de vazio se não estiver escalando, que nada mais vai preencher, só a escalada. Sem contar que quando você escala uma grande montanha, almoça no meio da parede a 200m de altura ou no cume da montanha, aquele piquenique no parque ecológico vira a coisa mais monótona da face da terra. Aí se a pessoa com quem você está é sedentária ou cheia de Mimimi, hmmmm… Rufem os tambores…..

2 – Você passa vergonha nos eventos sociais. Afinal, você vai começar a compreender melhor como funciona seu corpo e o que faz bem e o que faz mal. Você começa a tomar cada vez menos refrigerante até o ponto de passar por natureba esquisito alienado que não come fritura e não bebe “coca”. Aí você, fora da Matrix, se desprende da necessidade de certos vícios e só lamenta pelos demais.

3 – Você fica sem entender as piadas dos colegas do serviço, que passam a parecer tudo “piada interna” deles. Você não entende mais os comentários relacionados com fofocas de celebridades, imposições midiáticas meramente consumistas nem notícias sensacionalistas ou violentas. Não sabe o nome do goleiro do XV de arapiraca nem o Juíz do ultimo jogo da final da copa dos marmitex de 78. As únicas fofocas que você fica sabendo acabam sendo das novas vias conquistadas, novos picos abertos, novas montanhas subidas, e no máximo, se o Chris Sharma está com a Daila ainda ou quem é a nova paixonite da Colete Mackinley. (e os novos equipamentos 10g mais leves que os do ano passado, e sobre a nova borracha 10x mais aderente que a concorrente, que diz ser 5x mais aderente).

4 – Você deixa sua família preocupada. Afinal você começa a tomar decisões mais radicais em prol de uma vida mais livre e com mais qualidade de vida. Troca de emprego, passa a ganhar mais, gastar menos e a ser mais feliz. E você nunca mais está em casa para aqueles tediosos almoços de domingo, que antes já eram pra vc o que hoje (que escala) se tornaram piqueniques no Parque Ecológico.

5 – Você desestabiliza o mercado. Passando a dar valor para o dinheiro, você não vai mais se sentir bem em comprar uma calça jeans de R$200 só porque ela tem nome, ou uma bermuda de R$150, por melhor que seja. Você aprende que brasileiro é feito de Otário e que as coisas normalmente custam o que as pessoas estão dispostas a pagar, não o que elas de fato valem. E você para de estar disposto a pagar por isso.

Outra coisa é que ninguém conhece seus ídol@s...

Outra coisa é que ninguém conhece seus ídol@s…

6 – Sua vida passa a estar na mão de outras pessoas. E as vidas delas passa a estar nas suas. E por causa disso você aprende a confiar as pessoas. Você fica sabendo muito mais sobre uma pessoa pelo modo como ela faz sua segurança do que vários anos de convívio. Uma seg firmeza muitas vezes é um laço tão forte entre duas pessoas que não se conhecem que após uma escalada elas podem se tornar melhores amigos. E você descobre que todo mundo quer que você mande as vias mais dificeis como se fossem elas mesmas, sem competitividade besta. Mas também sem perder a zueira.

7 – Você passa a ser um péssimo mentiroso. Não adianta você falar pra todo mundo que escala o que você não escala, porque quando chegar na hora de escalar, vai rolar um momento de vergonha alheia pra vc. Ao contrário dos outros esportes, não vai ter outra pessoa pra vc colocar a culpa pelo seu desempenho pífio.

8 – Você fica chateado quando descobre que é capaz de qualquer coisa e não vai ter tempo de fazer tudo. Sim, e tudo só depende de você. Inclusive na hora de escolher as parcerias para lhe ajudarem a chegar aos seus objetivos. E aí você aplica na sua vida: Para de arranjar desculpas e vai lá e corre atrás do que você quer, seja um grau mais difícil ou uma realização profissional ou amorosa.

9 – Você fica deslocado do sistema de consumo do turismo fabricado de hoje em dia. Não mais irá viajar para um lugar e conhecer o trajeto hotel-pontoturisticofabricadoprainglesver-restaurante-hotel. Vai querer é ir para um lugar, conhecer os locais e o que eles fazem de verdade. E descobrirá que da pra gastar 1/10 do que no outro modo.

10 – Você vai ter sempre gente na sua casa. Pois você vai fazer muitos amigos, vocês vão revesar as viagens, e hora você será anfitrião, hora o anfitriado.

Mas você faz amizades muito boas dentro da escalada

Mas você faz amizades muito boas dentro da escalada

11 – Você se torna antisocial, e passa a andar só com a galera da escalada. Desenvolve um preconceito e não suporta mais pessoas que não escalam e que só reclamam da vida ou que estão em perfeita harmonia com um sistema doente.

12 – Você fica fora do padrão de consumo do mercado da saúde e da beleza. Escalando você passa a ter um corpo melhor, o que libera endorfinas, serotoninas melhorando seu humor, sua relação com as pessoas próximas e sua saúde.

13 – Apesar de cortar o supérfluo, você continuará sem dinheiro no fim do mês. Seu dinheiro será todo gasto comprando equipamentos de escalada e em viagens, vivendo sua vida, conhecendo pessoas e tendo novas experiências.

14 – Você desperta a ira alheia. Não de todos, mas algumas daquelas pessoas que acham que a escalada é coisa de outro mundo e que jamais conseguiriam escalar, mesmo sem nunca ter tentado, ficam morrendo de inveja de você quando você conta das suas viagens, pois no fundo elas não queriam ter visto o domingão do Faustão até o Fantástico.

15 – (Para os homens) Você não vai pegar mais ninguém. Ou ficará mais difícil. Você perceberá que seu circulo social aumentará muito em localização geográfica de onde os amigos estão, mas diminuirá absurdamente em números. E que esse número será expressivamente masculino. Por isso ficará muito mais difícil manter aquela vida de pegação que você sempre quis e nunca teve. Por outro lado estará mais suscetível a encontrar uma boa alma caridosa que simpatize com você e queira dividir uma vida de escalada e aventuras contigo. Enquanto isso não acontece, quando alguma pessoa de fora do meio da escalada fica sabendo que você escala, ela já te vê com bons olhos. #fikdik 😉

16 – (Para as mulheres) Você corre o risco de ficar com “fama”. Você vai passar a frequentar ambientes sempre com muitos homens, bonitos, saudáveis, simpáticos e educados. Não vai ligar a mínima para o que a sociedade machista e opressora tem a dizer sobre sua vida e vai ser plenamente feliz num ambiente menos sexista e terá muitos amigos homens, poderá até sair com algum(ns) deles eventualmente e ser a alma caridosa que escolherá o felizardo para dividir uma vida de muita escalada e aventuras.

E a família toda deles teve que ir até a Grécia para o Casamento. Que inconveniente :/

E a família toda deles teve que ir até a Grécia para o Casamento. Que inconveniente :/

17 – Você corre mais risco de morrer de acidente rodoviário. Com tantas viagens que você fará, é uma questão meramente estatística você estar mais suscetível a algum tipo de acidente deste tipo do que seu primo que mora com a mãe aos 30 anos e não viaja nunca. A relação com infarto é inversamente proporcional. 😉

18 – Seu carro vai estar sempre com alguma coisa solta. De tanto ir nos picos de escalada todo fim de semana por aquela estradinha de terra com o portamalas lotado de equipos e o banco traseiro de gente, sempre rola aquela avaria no balanceamento, suspensão. Protetor do Carter: você passa a ter um plano no seu mecânico pra colocar um a cada 3 meses.

19 – Você passa vergonha no Facebook. Quando você coloca as fotos do climb no final de semana no facebook na segunda feira, vem aquela sua tia dizendo “MEU LINDÃO” ou “DESCE DAÍ MENINO LEMBRO QUE TE CARREGUEI NO COLO OLHA AI COMO ELE ESTA GRANDE HOJE EM DIA” nos comentários das suas fotos.

20 – Você adquire um ponto fraco, um calcanhar de aquiles. Sempre que alguém fica sabendo que você escala responderá que já fez rapel em Brotas, e cada vez que isso acontecer nascerá um cabelo branco em sua cabeça.

Bom acho que são motivos suficientes pra ninguém pensar em começar a escalar. Se você está feliz aí vendo o Faustão o dia inteiro, Caldeirão do hulk é o que voce adora assistir quando liga a TV a hora que acorda sábado, pois foi pra balada sertaneja na sexta, bem… Se você está tão feliz, pra quê mudar não é mesmo?

“E aqueles que foram vistos dançando foram taxados de loucos por aqueles que não podiam ouvir a música”.

Piano Piano se va Lontano!

Porque Nina e Alizee no meu blog precisam alternar um pouco! haha

Melissa LeNeve: Porque Nina, Sasha e Alizee no meu blog precisam alternar um pouco! haha

Hoje eu ia falar sobre mais um assunto polêmico, como de fato tinha prometido semana passada (ou retrasada). Só que vou adiar mais uma vez. Sei que todo mundo gosta de polêmica mas na verdade não estou muito inspirado para colocar os dois lados da moeda e justificar, nem ficar escrevendo muito hoje. Então vou colocar uns vídeos que (enche linguiça) todo mundo gosta, aquela fotinho básica da mina escalando com o útero à mostra e semana que vem a gente incendeia esse blog com coments e lavagem de roupa suja hehehehe

Esse ultimo fds foi o primeiro em mto tempo que vou escalar e não tenho dor no dedo. Agora eu mudei o meu aproach, e, em vez de repouso para que o dedo melhore, estou correndo, escalando de leve, botando gelo, escalando de leve, correndo, fazendo barras, abdominais, botando gelo. Parei com a academia que eu estava indo no intuito de endireitar um pouco minhas costas, pois, apesar de estar funcionando e de ter perdido “medidas”,  eu estava ganhando peso, e enquanto eu já estava lá eu me lesionei de novo, o que me fez ter certeza que o que eu preciso mesmo é estar leve, depois eu faço o resto. Minha acupunturista falou que não era pra eu parar de escalar porque senão desandaria todo o resto (emocional, físico, fortalecimental, etc..) então eu continuo escalando de leve. Evito mesmo as vias duras e com regletes e, ainda que eu não aguente mais ir pro cuscuzeiro fazer a fimose, a manga e a visual, é isso que tenho feito. Todo mundo fica me zuando e talz, mas ninguém ta na minha mão pra saber como é chato estar nessa relação de praticamente monogamia com as rochas, entrando sempre na mesma via 😦 . O bom da escalada é justamente essa putaria de poder entrar em qualquer via, quando quiser, em qualquer pico, poder viajar, que uma via não fica com ciúmes da outra, e se vc não manda a cadena de primeira, é só malhar que vc consegue uma enfiada. ;P Se eu estivesse na espanha, ou em Arcos, isso não seria problema pois é só escolher uma das milhares de vias sem regletes e kamon, mas num lugar onde vc tem itaqueri, a capital das tendinites, como quintal de casa, fica dificil! Nessa hora todo mundo é treinador com mestrado, doutorado e pos-doc em dar pitaco na escalada alheia, mas tendinite ninguém cura né?

Bia na Lapinha!

Bia na Lapinha!

Mas é isso! Muita paciência e uma recuperação decente essa vez! Ah!! E apesar do final de semana ter sido meio que tipo assim, monogâmico, deu pra inventar novas brincadeiras pra apimentar a relação, e comecei a desescalar desguiando algumas vias, ou fazer outras isolando os regletes fazendo moves mais forte entre os agarrões. Interessante. Mas mais interessante foi a Bia ter mandando seu primeiro oitavo em itaqueri, a Strikinina 8a e o Shimoto seu primeiro 7b (Não, Rolling cones, aquele boulder com chapa não conta) a Distúrbios de Jah no cuscuzeiro. Via esta que ele tinha entalada. É isso aí fiii! E se não tivesse desdenhado do quintinho no fim do dia, teria mandado um 7a em flash!! Eu falei pra ele que a insaciável era quintinho,  – e é mesmo – mas com uma saída um pouco dura (é tipo um move de 7a). Ele mandou a parte foda e no quinto ele caiu de jão… kkkkk fica o aprendizado hein nego?!

Shimoto na Dist. de Jáh no Cuscuzeiro

Shimoto na Dist. de Jáh no Cuscuzeiro

Outro destaque fica para o Italiano Sebastiano que está aqui conosco fazendo parte do São Carlos Pression Team esse mês. O bicho preenche todos os pré-requisitos do time e é forte a ponto de praticamente avistar a Marmota do cuscuzeiro e cair só no crux da Caixa de Pandora. Kamon, SCPT sempre muito receptivo, ao contrario do RJPT hehehehe

Seba no cusco!

Seba no cusco!

Bom, chega de divagações e que tal um vídeo ou outro pra animar!?

Falando em Shimoto, esse vídeo foi realmente vergonha alheia. Tipo, Joe Kinder, escalador esportivo que morou uns 4 meses na espanha, mandou 9a frances, (11c br) vai se aventurar em sua primeira via “Trad”. Ai que legal! A vida é ótima, estou animado! viva o novo… Aí eles vão lá no pico, 4,5hrs de caminhada com mochila pesada nas costas… bivacam embaixo de uma pedra e no dia seguinte: 5 cordadas (10 pessoas) na frente deles pra fazer a via. Hmm… vamos fazer a via do lado: ok, blz! Meio traumático, um sétimo grau brasileiro de umas 8 enfiadas.. No segundo dia: Vamos fazer um quintinho pra treinar e aclimatar melhor! Beleza, aí ele toma uma super vaca de 30m, bate contra a parede, não acontece nada, mas desistem, vao pro chão e vão embora… E aí ele faz um vídeo sobre isso… e vc assiste e fica esperando ele escalar a via principal (The hulk), só que não acontece!! No final vc fica meio tipo vergonha alheia hahahaha

O próximo vídeo é bem antigo, tem tipo uns 3 meses, mas eu achava que tinha posto no blog já, mas como tava na minha lista de links, fui conferir e não tinha postado mesmo. É sobre as escaladas no Panamá. Um único escalador, um país inteiro. E ele abrindo vias pra ele mesmo escalar com a seg da namorada e de um amigo ou outro que não é da pegada. What’s the catch? A pegadinha é que tem um lugar no panamá, um pico de climb, chamado Boquete. hahahaa Loco né? É tipo a ilha de Gozo (gozo Island), em Malta. Já pensou um trip de escalada em que você começa no panamá com Boquete e termina em Malta (no mar mediterrâneo seu anarfa) em Gozo. Hahahah é hoje que esse post bomba de referencias cruzada com termos nada a ver no google kkkkkkkkkk Chega.

E sabe aquele vídeo bem padrão, nada de excepcional, mas também interessantinho, bem feitinho, não fala mal de ninguém… Pois bem, um cara e uma mina malhando um 10c em Red River Gorge, nos EUA.

E um video da Melissinha, que tanto somos fãs o Felipe e eu. (já o Beto acha que ela parece um menininho). Ela fazendo propaganda de uma academia..

Agora um pouco de equipamentos, que eu gosto tanto (gosto tanto que até vendo kkkkk). Propaganda dos Torque Nuts da DMM. Náaa… São os Hexcentrics com alguns fru-frus a mais e um vídeo muito bem feitinho. A fita de dyneema é muito legalzinha! 🙂

E pra finalizar, havia toda uma discussão (ainda há) sobre o uso do capacete. Os esportivistas não usam. Os montanheiros usam, e os top-tanga também. Só que ele protege muito! Há uma polêmica na climbing do mes passado (inclusive um “mea culpa” por publicar tantas fotos de escaladores foda sem capacete) questionando se realmente os capacetes funcionam. Para alguns casos parece que não, mas pra maioria (tipo pro que vc faz, sim), vish!

(capacetes que você encontra na Quero Escalar 😉 )

E beleza, esse que era pra ser um post curtinho até que ficou e-noooor-me! kkkkk (pra variar)