IV Encontro de Escalada de Arcos

IMG_7817

Bia na clássica Helicoidal, no terceiro Andar

Ahhh o Festival de Arcos.. Como não amar? Muita via boa junta. Um lugar onde você escala sem parar, toma espanco de uma, passeia na outra via do lado, volta, equipa, limpa. Repete. Tudo acessível. Muita gente boa junta. Ninguém reclamando que a via é protegida demais, nem de menos. Só escalando! Gente feliz? Uai, se não era, lá fica sendo rsrs

Vira e mexe a gente encontra um chato que reclama que o croqui tem “beta demais” ou que a via tem chapa demais. Mas tudo bem, o Rastro é praqueles outros 99,99999% dos escaladores que curtem escalar, e não reclamar (não que eu não reclame, longe de mim rsrs mas costumo reclamar por coisa mau feita, não caprichada demais). E lá essa galera se reúne e escala – e muito! Muitos setores. Vias na Sombra. Vias no sol. Vias com agarrão. Vias negativas. Vias de 30m. Vias seguras. Muitas. Vias. Democrático. Muito 6º grau com agarrão. Muito 7a “na promoção” (ADORO). Outros sétimos que são oitavo kkkk Mas os oitavos são oitavo mesmo! Mas é bom, mantém os máquinas ocupados. Tão ocupados quanto os seres humanos que vão lá pra escalar e se divertir com a galera, e fazem justamente isso!

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Encontro de Arcos é uma festa da Escalada. Um dos melhores encontros de Escalada Esportiva do Brasil pois é tudo muito  fácil: Você vai lá pra escalar, então você vai lá e escala. Não precisa ficar 2h perdido no mato procurando via. Ta, eu sei, é conforto demais, tira o caráter aventura da escalada. Mas pra quem gosta de ficar perdido, tem pico que é mais aventura que escalada, e na hora de escalar é uma aventura. Em Arcos não: a gente vai pra escalar. Gostoso né? Em ARCO na Itália, o que fez a escalada sair do patamar de atividade marginal para um esporte popular e democrático (e os equipos de escalada se popularizarem e baratearem) foram justamente as falésias dentro da cidade que você vai caminhando, escala, escala, escala, depois desce e vai pro bar. A pé. Já estava mais do que na hora de termos um cantinho assim também!

Bem, não é dentro da cidade, mas de onde vc para o carro é tudo tão pertinho! A única excessão é o melhor setor de todos, o terceiro Andar, que fica na sombra o dia inteiro, tem 20 vias de 5º a 8a, base plana “child-friendly” mas tem que fazer a trilha de 15 minutos para o segundo andar (Ô que ruim), subir a escadinha de acesso e depois mais 5 minutos de caminhada (nossa, já cansei #sqn).

2016-05-27 09.59.14

Mochila Osprey Kestrel 48 incrível, cabendo tudo pra variar, e maguina Desfibrila. Fininho do jeito q eu curto!

E falando sobre o Encontro em si: IN-CRÍ-VEL!! Muita gente no abrigo, fora dele. Todo mundo escalando, organização de primeiro mundo. Comida da fazenda, pão de queijo, açucar com café… Minas né gente, o estado mais acolhedor do Brasil! (se bem que depois que eu conheci o Ceará, eu acho que pode rolar um empate técnico). A organização não deixou faltar nada, acho que não tem o que mudar para o ano que vem. Tipo, melhorar sempre dá, mas ficou evidente que a organização fez o máximo, o possível e o impossível que estava em seu alcance pra que ficasse perfeito. Prometo que ano que vem eu vou estar com voz e o Microfone vai ser meu na apresentação final e sorteio de brindes! hahaha

O foda foi que eu cheguei pro evento na terça com uma P… gripe. Chegava no fim das vias ofegante, fracooo… que tristeza. Até que no sábado comecei a apertar um negocin aqui outro ali  mas não deu pra entrar em nenhum projeto, que triste… Isso me frustrou bastante. Ainda bem que era festival e nem deu tempo de achar ruim, tava com uma galera bacana.  Well… mais ou menos hehehe O pessoal de São Carlos ficou numa casinha entre o abrigo e o pico. Mas eu preferi ficar na Geral com o pessoal de Franca. Aí o pessoal de São Carlos achava que eu tava com o pessoal de Franca. E o pessoal de Franca achava que eu tava com o pessoal de São Carlos kkkkkk E aí no final eu tentava juntar os dois grupos mas acabava indo sozinho pro pico (1h depois que todo mundo ja tinha ido) hehe

Mas foi bem massa pq no fim das contas deu pra escalar bastante, a galera aprovou as vias que eu pude abrir com o Ives e o Fabinho ano passado, e eu mesmo que não tinha entrado em várias, entrei, e pirei. É estranho, mas eu adoro as vias que eu abro rsrs  Tipo pai coruja achando que seu filho é sempre o mais bonito kkkkk

Finalmente mandei a Helicoidal, um clássico de Arcos no terceiro andar, e a  famigerada “Meia Seca” (quem me conhece sabe a história do nome da via hehehe 😛 ) um 7b de pés em aderência com agarras todas de lado ou invertidas, equilíbrio pra caralho e muita fé. E claro, entrei na Pilares da terra, um 6º cujo final teve a grampeação   sob a responsabilidade do Ives, e que ficou espetacular. A via é bem protegida pois tem um galho um certo momento da via, que passa bem atrás, e você tem que passar entre o galho e a pedra. 30m de puro regozijo numa escalada de agarras boas e final negativo de patacão com um pouco de técnica. Tem como não amar?

E claro, fiz um voluminho e perdi o medinho de uma via que tinha entrado quando tinham acabado de abrir e estava suja e eu tinha achado um terror. Desta vez, entrei, recuperei minha dignidade e recomendo a todos também a via “Meu amigo Stive” no vale das sombras. Aliás, por falar em vale, ali foi bonito de ver a galera malhando a   “Ho´ponopono” e a “Samsara”. Cadenas espetaculares da galera de Sanca e agregados, kamon! Ah! E a “Toko loco” também, incrível, negativo de batentões bons, só agarrão, um 6sup de teto no começo praticamente (depois fica vertical de agarras boas). Muito amor por esse encontro, esse pico, essas vias, essa galera! Agora passando a temporada de boulder volto pras vias e pros meus projetos que tive que adiar dessa vez.

Kamon!

_DSC0110

Valews, falows! =D (eu na Meia Seca)

Quem não foi viajar no feriado é porquê???

Nina Caprez vai estar no RocTrip! Caderninho de autógrados preparado! A tietagem vai rolar solta! kkkk

Pois é, todo mundo foi pro Cipó, pra São Beto, pra Arcos, e teve até gente da  própria região que precisou de um feriado de 4 dias pra sair UM mísero dia e ir pra itaqueri ou cusco… lamentável. Mas os que ficaram foi por uma boa causa. Aliás, a melhor causa de todas as nossas carreiras como escaladores.. é o maior, o mais cobiçado, comentado e aguardado evento de escalada do mundo nos últimos 10 anos: O PETZL ROCTRIP!!!! Esse ano será na Argentina e espera-se um número recorde de participantes: A organização já fala num número superior a 1000 inscritos… certeza que uns 200 é a brasileirada que vai ta colando em peso… Vai ter hora que a gente vai se sentir no cipó com todos os brother escalando lado a lado hehehe Mas enfim, para animar o nosso feriado e dar um pouco de assunto para a viagem, vamos à alguns vídeos.

Começando com a equipe que esteve na Buitrera (local onde será o ROCTRIP que começará essa semana) que está em Red River Gorge nos EUA DECOTANDO todas as vias fortes. Quando o assunto é escalada Trad, os americanos são referência, tendo no quintal de casa um dos picos mais tradicionais de escalada do mundo, que é YOSEMITE. Mas quando o assunto é escalada esportiva, os franceses é que inventaram essa brincadeira, e têm no seu quintal de casa o “Verdon” que nos anos 70 e 80 foi a MECA (pra não dizer Berço) da escalada esportiva. Por isso nesse assunto eles são referência. Com seu estilo técnico de escalada, dão uma aula para os americanos que tem um estilo um pouco mais “explosivo” de escalada, o que lá na casa do dôzimo grau tem feito diferença. Muitos dos decotes nas vias como “PURE IMAGINATION” (que teria sido o primeiro 11c (9aFr, 5.14d USA) de uma americana e terceiro feminino do mundo, da Sasha Digiulian) que foi decotada para 11b, assim como a Golden Ticket ou Southern Smoke, é só porque os Franceses vieram e fizeram na técnica, com altos drops de joelho, sem botes nem nada supérfluo. E sem contar é claro, depois de ter escalado a vida inteira na meca da escalada esportiva que é a região da França/Espanha/Italia/Áustria. Conforme as cadenas iam rolando, eles iam fazendo tipo um “Informativo” informal das cadenas, de maneira muito bem humorada, acompanhe alguns:

Realmente esses franceses são uns paiaços…. o São Carlos Pression Team vai se dar muito bem com eles!

E continuando, aquele foi o primeiro, este é o segundo:

Ta vendo esse carequinha que ta aparecendo aí em cima? Vou falar dele daqui a pouco, é o Cedric Lachat…

Este é o último (que saiu até ontem):

Esse último mostra bem a galera entrando nas vias e passeando nos crux com muita técnica e posicionamento. Mostra também a Nina Caprez com uma sapatilha nova da Scarpa, que aparentemente é a evolução da Instinct Slipper, e também um Ctrl+c Ctrl+v da Python da La Sportiva, pois é a uma, com o fechinho de velcro da outra. E falando na Nina, tem mais um vídeo dela, juntando a fodasticidade dos europeus na esportiva (ela) mais a fodasticidade dos americanos nas paredes, com o Jonathan Siegrist (que na verdade é um dos melhores americanos da escalada esportiva). Quero muito esse filme, assim como o Chalk & chocolate da Natalija Gros  mas não acho em lugar nenhum o torrent!

Agora, o Bruno xibungo pode ficar mais animadinho pois apesar dos rumores da sexualidade duvidosa da Nina Caprez, que eu particularmente nunca duvidei, ela ta saindo com o careca mais feio do França Pression Team: O Cedric Lachat! É Bruneca, é dos carecas que elas gostam mais pelo jeito viu! Realmente é melhor ser careca e magro do que ser gordo e cabeludo. Foda! Ah, a Sashinha tbm ta de namoricos com um cara la da Facul, mas esse eu ainda não vi, mas sei que não escala, pois eles “correm” juntos…

E para finalizar um vídeo do Cedar Wright, que não tem nada a ver com esportiva, nem festivais nem com o França PressionTeam. Vídeos do Cedar são sempre ótimos, e esse não é diferente. Ele faz uma via trad com a Kate Rutherford em Long Peaks. Um vídeo simples, curto, porém de encher os olhos, como todos do Cedar Wright.

E para finalizar, notícias do fronte! Beto mandou mais duas vias inéditas ontem em itaqueri, uma delas a Bom dia Brasil, e o Ives mandou seu primeiro 7a(até que enfim), a toca da onça . Eu por minha vez mandei a Elemento Consciente, 7c, mas não fiquei muito feliz pois fiz tudo errado, torto, sem o entalamento de joelho, saí apertando tudo que tinha na minha frente e quando vi tava na base. Acho que o treino com o Shimoto essa semana foi pesado mas rendeu!

Ah! E pra quem leu o último post sobre gordo& escalada, aqui vai um artigo que uma das melhores treinadoras de escalada do mundo, a espanhola Eva Lopez, compartilhou no face ontem sobre hábitos sedentários da sociedade ocidental… http://www.inigomujika.com/2011/09/de-superenforma-a-supergordo/1772

Puts, e essa semana descobrimos os “Memes” e memegenerators… fudeu né, imagina o que nao virou:

tema do meme: Indignação

A temática deste meme é um rapaz (da foto) que faz algo espetacular mas se fode na sequencia em consequencia do que ele fez primeiro

Essa dispensa comentários

Esse na direito é o Bruno Xibungo…Primeiro ele veio provocando…

Aí eu tive que responder! hehehe

A temática desse meme é um cara muito chapado que fala umas coisas totalmente desconexas, devido à sua “viagem”

Esse meme é sobre os problemas da garota do primeiro mundo. Normalmente problemas idiotas que nem precisam resolução porque nao sao um problema. Enquanto isso tem gente passando fome por aí.

Esse é sempre sobre coisas ruins que acontecem, e depois uma outra duas vezes melhor acontece na sequencia, anulando a primeira coisa ruim…

Pois muito bem! Por hoje fica assim, se vc tiver memes, manda pra gente colocar aqui!! E quem sabe eu não posto mais alguma coisa antes da viagem (se não fii… só depois!)