Manutenção e Abertura de Vias na Região

Essa chapa da direita foi substituída por uma igual à da esquerda

Essa chapa da direita foi substituída por uma igual à da esquerda

Pra você que não sabe, a região a que me refiro é a de São Carlos – SP. No final de semana passado nos dedicamos a arrumar paradas de vias e as “permadraws” da invernada. A parada da “Sexo, sangue, suor, lágrimas e gritaria” ganhou uma corrente maior, deixando tudo mais estético e harmônico. Apertei a ultima chapa antes da base da Caixa de fósforo que tava umas 4 voltas solta. Tentei tirar o segundo bolt da Narcotráfico mas só consegui apertar a porca e agora está bem melhor (mas ainda volto lá com pé de cabra e arranco, pra por algo melhor no lugar!). Trocamos a chapa da direita da base colômbia por uma fixe com argola, agora ficou com 2, ta liindo!!! Coloquei as correntes que tavam faltando nas duas últimas chapas da Caixa de Fósforo Extension, só ficou faltando colocar o mosquetão na debaixo, que foi colocado no finde seguinte. Tirei as chapas da Temforfri que é uma via abandonada de 3° grau que (só serve pra rapeleiro mostrar que escala) ninguém entra, que possui muitos blocos soltos e chega até a ser perigosa. Aí a argola dali coloquei na base da “Barranco noveá”, que tinha aquelas merdas de Boniers que ninguém gosta pra limpar que sempre era um sofrimento. Agora ficou com a chapa Fixe com argola mais uma chapa normal com malha rápida.

Mas o dia não foi só de manutenção: Aí Shimoto estourando uma veia do pescoço de tanto fazer força na Colômbia

Mas o dia não foi só de manutenção: Aí Shimoto estourando uma veia do pescoço de tanto fazer força na Colômbia

E beleza, domingo climb no cusco, nada demásss… e Segunda feira aproveitando nosso Sherpa Marião pra ajudar a carregar as tralhas, voltamos no cusco pra abrir um projeto antigo, uma linha muito bonita e óbvia que eu não sei como ninguém da antiga tinha aberto ainda. Cogitávamos até chamá-la de “A roupa nova do rei” heheh em alusão ao conto do rei que tinha uma roupa que só os inteligentes podiam ver hehehehe Estávamos na fissura também para estrear os nossos novos chumbadores “ALFA” que dão expansão independente da dureza ou podreza da rocha, dispensando o uso de Sika e tornando viável a conquista de vias de baixo pra cima. E foi o que fizemos.

Esses aí diferentes são os Alfas... e no fundo a chapa com argola que agora está na Colômbia.

À esquerda os parabolts PBA tradicionalmente utilizados, à direita os Alfas… e no fundo a chapa com argola que agora está na Colômbia.

Escalamos a Insaciável e o Beto saiu escalando na direção da preterida aresta. Havia um bolt batido uns 3m pra cima/frente da parada que talvez pudesse ter sido da Sedosa, que agora está com chapa, e mais acima o Beto bateu o primeiro furo. Colocou a chapa e tocou pra cima, numa viradinha delicadinha com muitas agarras boas, que deve deixar o lance em 4sup no máximo. Depois é um rampão só, de 3° grau até o platô do bundão. No rampão o beto ainda colocou mais duas proteções, uma bem depois daquele “crux” e uma antes de virar para o platô propriamente dito. Aproveitamos e tornamos a Sedosa escalável de novo pois havia um cactus gigantesco ali (aliás, ali há uma floresta de cactus, tiramos apenas um de um milhão) e agora é possível acessar o platô sem tomar cactada na cabeça, bunda, braço, costa, cara, enfim… A nova via ficou gradua da em 4sup, foi conquistada debaixo pelo Beto e por mim, que fui de segundo de tênis sem maiores problemas e agora configura mais uma opção à famosa “TRÍPLICE”  para dar CUME saindo pela Insaciável, passando por ela (ou pela sedosa antigamente) e terminando pela Espinhosa ou Jungle Man. Em virtude dos cáctus e do estilo da via , o nome da via ficou (bukactus) “Alameda das Cactáceas” e talvez coloquemos algum numero no final tipo 42, que é a resposta para a maior pergunta do universo. E pela primeira vez na televisão brasileira a parada da Insaciável conta com dois pontos propícios para passar corda. Por anos essa via teve apenas uma chapa CAMP e uma com canto vivo (Petzl). Mas agora colocamos uma correntona que alinha perfeitamente a chapa Camp e o último elo da corrente (Não a roube, por favor!).

E para finalizar o Post, uma fotinho minha na Invernada fazendo a Silbergeier Sexo, Sangue, Suor, Lágrimas e Gritaria, 7b/c dando um relax entrecruxes 🙂

Minha singela homenagem à Nina Caprez (sua linda)

Minha singela homenagem à Nina Caprez (sua linda)

Ah!!! E parabéns para o Zé e o Raul que adivinharam a Charada!!!! A resposta é Cuscuzeiro! (CUS+CRUZEIRO) Meio óbvio né?! hahahaha  Já bolei uma ótima, no próximo post ela vem!! Ives, esqueceu dos amigos? Cadê a matéria sobre os friends? (tu-dun-tsssss) kkkkkkk