Pra videar…

Não, não é na Grécia, é na Itália!

Não, não é na Grécia, é na Itália!

Calma, não é Viadar, é videar, no sentido de ver vídeo! Todo mundo sabe que tenho muitos vídeos acumulados, então vou desovar alguns aqui:

Começando com um vídeo bem ruim. Lembrei do Animal na hora que vi esse vídeo. A palavra que me veio na cabeça quando vi esse cara escalando foi: “…grandão bobão”. O Beto, a Isa e eu vimos o Nick Duttle pela primeira vez no Petzl RocTrip e achamos que ele devia ta com o Philipe Ribiere, pq ele é muito feio, parece o Sloth (Chocoolaaaateeee) dos goonies! Só que ele escala. Não é um Adam ondra super técnico, é um grandão bobão forte que perde os pés toda hora. Mas manda 10c né manolo? É a esperança para os grandões bobões como eu que usam bonézinho pra trás, camiseta verde e uma Scarpa no pé! Momento TOC pro Shortinho da copa de 70! Se vc tem mais que 1,85, NÃO USE shorts que vai até o Joelho: A cadeirinha faz com que fique parecendo o short da Funai.

Agora um video totalmente o oposto: Graça, leveza e suavidade numa das vias mais concorridas de Rodellar, um daqueles supracotados ônzimos que tipo, em Igatu seria um 10b, e em rodellar é 11b. Mas o vídeo é bacaninha! Não é o melhor vídeo de hoje, mas tem seu charme.

E agora sim, a Nina em dois vídeozinhos pra alegrar o seu dia. O primeiro na via Peixe Bola Gato Fish Eye:

E nesse malhando um 10b com a Melissinha Le neve, ironicamente o melhor 10b (8bFr) do mundo hehehe

E pra quem não sabe, rolou no fim do mês passado o PETZL ROCTRIP 2013. (WHAT?) POis é. Acho que foi meio traumático toda a burocracia, dor de cabeça e suborno aos policiais argentinos e esse ano eles reduziram o evento de 2000 pessoas para 300 ali no quintal de casa mesmo, onde já tinham sido uns 4 ou 5 outros PRT: Millau, mais precisamente no Gorges du Tarn. Também serviu de incentivo pra reaberir o local que teve varias vias regrampeadas apos um acidente algum tempo atrás.

E já que o PRT desse ano foi tímido, praticamente pelo lúdico, Esse ano pelo jeito o que vai bombar será o The North Face Kalymnos Climbing Festival. Só Negativos de agarrão. Sombra de manhã num lado, veio o sol, muda de setor, e por aí vai. Oitavos, nonos, décimos, ônzimos de 30, 40, 50m de continuidade de patacão em patacão. Ai meu pai… Será?

Ta, e pra acabar, por enquanto, um que saiu faz um tempo: uma mina mandando uma das vias que são pros EUA o que a Heróis é pra gente: Um marco na escalada esportiva. Só que sem agarra nenhuma. Vocês lembram da Speed no post retrasado? Pois é… tipo aquilo:

A bruxa ta solta!

Calma! Essa foto é de 2008, quando eu enfiei a mão num ouriço do mar – e eu já não gostava de praia ANTES…

Faz mais ou menos um mês eu fiz um treino de finger. Já vinha fazendo algum tipo de treino nele, mas nada muito puxado, apenas algumas suspensões nas agarras maiores, e aproveitava e fazia puxadas abdomnais (Puxando o joelho no nariz e descendo devagar com as pernas o mais esticadas possivel) pendurado, o que pra mim era a parte mais importante e eficiente do treino, que se traduzia mais em escalada fluente. Até que um mês atrás resolvi avançar no treino, e fazer a suspensão no reglete intermediário. Na hora lógico não deu nada, mas depois de uns dias aquela dorzinha incômoda não ia embora e até começou a aumentar. Era hora de parar. E cá estou eu, já ha 21 dias sem escalar (Não digo sem por uma sapatilha no pé pq aqui em casa eu coloco a sapatilha de vez em quando só pelo tesão pra relembrar a sensação). E quem mais está nessa comigo são as minhas fãs: a Sasha digiulian que teve que abandonar o RockMaster e o Campeonato Mundial em Paris este mês. Ela até foi para a final no Arco Rock Master, mas achou melhor abandonar por causa da lesão. E a outra é a Alizeé Dufraisse que lesionou o punho. É, as lesões são coisas que podem afetar até os melhores atletas! (imagina os ruim que nem eu! kkk)

De maneira que meu outro site já está quase pronto, estou pedindo a uma seleta casta de amigos para entrar e avaliar o layout e as funcionalidades, e logo logo teremos uma bela novidade no ar! Mas por enquanto vou colocando a seleção de vídeos do Genja, assim o blog vai cumprindo sua função social no meio escaladorístico: Mantendo atualizados e fornencendo assunto para as conversas desse bando de escalador que se o mundo está acabando não fica sabendo pq só lê notícia de escalada. (ah, e só pra esclarecer, quando eu escrever Cacrinsh ou cacrin$h, é o sinônimo da onomatopéia para aquele barulho de caixa registradora, sinalizando que algum dinheiro entrou em caixa).

Bem, e como não estou escalando essas semanas, vou postar o primeiro vídeo de um outro esporte, não estou certo se são os 50 ou 100m rasos (nem qual o nome deste esporte, vulgo: corrida hehe), porque não só de escalada vive o homem, é preciso variar de vez em quando! Video dedicado especialmente para o xibungo mais xibungo de itirapina, Bruno Marcondes, esse é em sua homenagem:

E agora sim, indo para os vídeos de escalada, começamos com o mais legal na minha opinião: Um estilo leve e gostoso de assistir (ainda que seja só o trailer) mas ficou muito original e divertido. Um casal que escala ônzimo grau (sim, ela também), sai de rolê pela Itália (a cantar ê ê A-há quando acabar o maluco sou eu) escalando e fazendo um vídeo muito bem animado, fica a dica casais!

E o segundo vídeo é um si ne qua non da semana, o mais comentado, twitado, faceado, shareado e viado (de view), com vocês, os dois mais populares das search engines do google: Adam Ondra e Chris Sharma (só de escrever o nome deles aqui o google ad-words já me pagaria uns R$50 hehehe – se eu tivesse) num teaser do próximo filme da Big Up productions, que ultimamente tem demorado mais pra lançar seus filmes, mas também, quando lança são blockbusters absurdos, com milhares de seeds no uTorrent! kkkkkk Ah, o vídeo é uma “pseudocompetiçãozinha” obviamente armada pela produtora de filmes pra ver quem manda primeiro um projeto e compara os estilos de ambos:  cheio de Cri-cris e gritaria do Adam Vs. o estilo Zen e os inconfundíveis “gritinhos do Chris Sharma”. O Chris Sharma perto do Adam ondra Parece eu perto do Guilherme: Um Maldito gordo hahahaha Enfim, vídeo!

A moda agora é conquistar vias novas. E como toda moda tem seus prós e contras. Ao mesmo tempo que aumenta o numero de vias pra gente subir, tambem estatisticamente falando pode aumentar o numero de vias estragadas, que ninguem vai querer subir depois (como é o caso da…) . Por isso é muito importante conquistar com parcimônia. Neste vídeo, aparece o escalador Italiano Matteo (e sua namorada Giuliana) que por acaso hoje, depois de eu ter assistido seu vídeo, mandou seu primeiro 11c aos 37 anos, a via Abyss, na França, em gorges du loup – via aberta por alex Chabot em 2006 com a primeira repetiçao do Bindhammer no ano seguinte. Bem, retomando, ele diz que curte um pico calmo, sem crowd, e que muita gente o desconcentra na hora de escalar, por isso ele mora numa província desconhecida da Itália, e equipa ele mesmo as vias. O Bom disso é que ele equipa as vias pensando na mulher dele, por isso o equipamento deve ser feito minuciosamente, e não deve sair por aí colocando bolt onde ele “achar que deve” (só na mulher dele que pode). Assim as vias ficam seguras pra ela equipar e todo mundo fica contente!

E já que o assunto é novas vias, vai outro video de abertura de vias, desta vez do “Petzl RockTrip”  da North Face, que vai acontecer em Kalymnos. Agora ta na modinha as companhias imitarem o que a Petzl vem fazendo ha mais de 10 anos: Equipar um setor inteiro novo e chamar a galera pra curtir um festival. A idéia é ótima e tem que ser copiada mesmo, mas nem todas têm tido o mesmo êxito, como é o caso da Salewa, que colocou em seu site um videozinho tosco mostrando os “salewa” rocktrips de anos anteriores, MUUUITO PAIA… hahaha Talvez eles devessem me contratar como consultor técnico de organização RockTrips ehehehe Estou aguardando sua proposta hein Salewa! Bom, voltando, novamente, ao foco: O Italiano equipando um setor novo em Kalymnos para o “Kalymnos Climbing Festival” e falando que tem de quartos a décimos, pra todos os gostos e que é pra todo mundo chegar junto e escalar na moral. Em Italiano, claro.

Prometo que agora ponho o último vídeo de conquista de vias. Esse é um tapa com luva de pelica nos conquistadores que tem medinho de usar Cliff. O Chris Sharma (ad-words: CACRIN$HHH!! Vou instalar essa porra!) conquista uma via em CEUSE na frança (la no pico onde ele mandou a Biographie/Realization 10 anos atrás e virou o fenômeno que é) só que essa conquista é debaixo pra cima, com a furadeira a tiracolo, e ele vai escalando em livre, fica no cliff e fura onde ele acha que precisa de bolt. Detalhe, a via é no minimo um ônzimo grau! É caliza de calidad eu sei (calcário), mas tem arenito bom que também dá pra ficar no cliff (e até em arenito não bom, se vc tiver com a sua costura da sorte que sua vó benzeu, no rack da cadeirinha).  Enfim, Com vc’s Chris Sharma e seu capacete de tartaruga ninja! ( É tão feio – o capacete, não o Chris Sharma (cacrin$h!) – que as pedras em queda livre vão desviar em meio a sua trajetória pra não pegar nele – até nisso a Petzl vem inovando).

O próximo é um daqueles vídeos-feedback do atleta que é patrocinado e fica um tempo sem aparecer na midia, aí faz um video desses pra ganhar moral com o patrocinador de novo hehehe Na verdade é especulação, mas como eu não tinha ouvido falar dessa mina NUNCA, então, sei lá hehehe Pode ser atleta nova patrocinada tbm, vai saber…

E agora um nacional: A chamada para o Encontro de Escalada Tradicional do Brejo da Madre (que parió a la araña de los cojones) de Diossss… Muito bem editado, e com filmagem em HD, fica dificil o vídeo nao ficar bom, mas confesso que mesmo com fullHD eu tenho as manha de estragar uma filmagem! hahaha (aguardem o The Sanstone Series episódio IV – a new hope, e o Sancapression Team: Adventure Tales).

E sobre a charada, a Isabella adivinhou no Churrasco, e a do Guilherme com Beta a Olivia e mais alguém do sexo feminino também descobriu! No próximo post eu mando a resposta!

Boa procrastinação txurminha!