“Da porta pra fora – Festival de Cinema Outdoor”

Não perca! Atrações diferentes, para um público diferente, como a gente!

Não perca! Atrações diferentes, para um público diferente, como a gente!

Antigamente qualquer eventozinho de escalada era uma raridade. Todo mundo corria pra se inscrever, mas nem todos eram lá aqueeela Brastemp. Aí neguinho ficava reclamando que o país não tinha eventos, q ninguém tinha iniciativa (os mesmos que não tinham iniciativa de organizar nada). Aí vieram os anos 2000 e os anos 10 (no qual nos encontramos,by the way) e de repente temos encontros de escalada só pra abrir vias, encontros de escalada em picos com setores inteiros novos, croquis maravilhosos de locais incríveis, campeonatos de escalada organizados por uma puta associação de escalada FODA formada por gente que escala de verdade, e claro, festivais de cinema de Montanha. Mas, por increça que parível os participantes não vinham sendo tão em massa assim. Só que de repente, parece que todo mundo se ligou que é da hora pra caralho sair de rolê com os trutas/cazamiga do climb e em vez de ir no Shoppis Centis ou no buteco tomar uma, ir para o cine ver um filme de escalada. Se antes, no bar, durante o convívio com seres normais (AKA não-escaladores) os climbers já pareciam recém saídos de um manicômio, falando com um linguajar peculiar utilizando as mãos para gesticular o vocabulário desconhecido por eles (“Pega no gaston de esquerda, sobre de direita no abaolado, tranca o abdomen, junta, dropa e vai no deadpoint pro reglete invertido”), agora quem não for climber vai pelo menos poder acompanhar e sentir um pouco da emoção desse universo todo pelo qual os escaladores demonstram tanta paixão e dedicação.

Em São Paulo no dia 10 de dezembro vai rolar um festival de Cinema Outdoor chamado “Da porta pra fora”. Confira a programação e leve seus amigos climbers – e os nãoclimbers também! – pra fazer um rolêzinho diferente e muito agradável.

Nesta primeira edição serão exibidos alguns dos filmes que participaram “BritRock film tour 2014.

10 de dezembro de 2014 às 19h30 | Espaço Itaú de Cinema – Shopping Frei Caneca | R. Frei Caneca, 569 3º piso | São Paulo – SP

 Programação:

“Wainwrights Record Attempt” – O consagrado trailrunner Steve Birkinshaw tem o objetivo de quebrar o recorde que já dura 27 anos correndo todos os  214 cumes da região de Wainwright durante sete dias

De Alaistar Lee | Posing Productions | 31 minutos

“Stone Free” – Julian Lines é um dos melhores escaladores do mundo, e poucas pessoas o conhecem.Considerado o mais comprometido escalador da Inglaterra o filme é um documento vivo de um atleta que quer se tornar um dos maiores escaladores solo da história

De Alaistar Lee | Posing Productions | 27 minutos

“All My Own Sunts” – Rob Jarman é um ciclista de MTB especializado em downhill, e neste filme conta a história de seu acidente quase fatal que teve e todo o processo de recuperação. Oscilando humor e drama é considerado, por quem viu, o filme de bike do ano de 2014.

De Alaistar Lee | Posing Productions | 24 minutos

“Project Mina” – Escaladores profissionais são iguais a pessoas comuns?Neste filme extraordinário de Jen Randall acompanha toda a experiência de Mina Leslie-Wujastyk durante a temporada da copa do mundo de escalada em 2013.Além de focar a escalada, o filme também é o documento de como é a pressão em cima de atletas de alto nível e a reação de pessoas normais a ela.

De Jen Randall  | Light Shed Pictures | 22 minutos

É isso aí galera, quem puder ir, não perca que assim incentivamos a realização de eventos de escalada pra gente como a gente! Além é claro de curtir uma movie session sobre nosso universo! ;P

Tem filme sobre essa belezinha escaladora também!

Tem filme sobre essa belezinha escaladora também!

Pense fora da caixa!

Ué? Não conhece não?

Ué? Não conhece não?

Fala a verdade: Quase todos os vídeos de escalada que você vê são sempre dos mesmos figurinhas: Alex Honnold, Chris Sharma, Daniel Woods, Sasha Digiulian, Daila Ojeda, Nina Caprez, Dave Graham entre outros bambambam’s do climb. O seu sonho de consumo são as cadeirinhas e mosquetões da Petzl, cordas da beal e sapatilhas La Sportiva e 5.10, não é não? Pois você sabia que existe um mundo inteiro de produtos lá fora muito bons, até melhores que esses que não chega até você? Que existe uma infinidade de escaladores fazendo vídeos geniais que não chegam até você? Pois é, em breve vou fazer um post sobre algumas dessas marcas, mas adianto que não necessariamente seu sonho de consumo é o que há de melhor no mercado. Eu já vi freio USClimb igualzinho da Black Diamond por exemplo. “Guspido e escarrado”. Pela metade do preço ou 1/3 e mesmo assim neguinho quer o BD. Vai entender. Eu por exemplo quando tive uma cadeirinha petzl não me adaptei muito bem a ela, Comprei outra nova da mesma marca e não me adaptei. Mudei o tamanho, e nada. Até que bati o olho numa Edelrid, provei, ouvi a musiquinha, e estamos apaixonados até hoje 😉 Bem, mas hoje não quero muito falar de equipamentos, apesar de ser minha grande paixão falar sobre isso. Vou postar vídeos muito bons de escaladores que ninguém conhece, fazendo vias que ninguém ouviu falar em picos que ninguém conhece. E São vídeos sensacionais, atletas super fodas. Aliás, pra vc um atleta foda é o que manda dôzimo grau sem suar ou o que treina todo dia e rala pra caralho, deixa um monte de coisa de lado e vai lá e manda com 50 tentativas o mesmo dôzimo? Ou até mesmo ônzimo, décimo, nono… não importa muito né? O que fica é a atitude. É claro que mandar um grau alto não é só sair fazendo força, é preciso muita coisa por trás como organização, determinação, foco,  um pouco de sorte e genética serão decisivos também em alguns casos, mas enfim. Vamos agora testar sua índole pra ver se o que lhe interessa são os fodões mandando dôzimos ou se curte também vídeos de lugares maravilhosos com vias bonitas, com gente que se esforça muito pra mandar o grau que manda (tá, eu sei, os fodões treinam mto tbm, to ligado, mas deixa minha licença poética defender os que também treinam muito mas ainda não chegaram no topo da tabela de graus). Enfim, vamos ao que viemos e que tal videozinhos?

Começando com Samsara, esse vídeo de dois “alemões” escalando uma via de várias cordadas. Muito bom, 10 minutos, full HD, sensacional fotografia. E não esqueça de ligar a legenda em inglês, se não vc nao vai entender nada!

E mais um, esse na Sicilia, meio em Italiano, meio em inglês. O First Ascent de uma via que no vídeo, é confundido com abertura e redpoint. O cara subiu a via, mas mandou o crux em artificial pq não viu jeito de isolar o move (é um 9c – 8a fr). Aí alguns anos depois ele mesmo foi com um amigo seu mais forte lá e seu amigo mandou. Anônimos que mandam bem! Bom vídeo:

Aqui mais um desconhecido, (talvez não para o Raul), um espanhol repetindo o primeiro 9c (8aFr) da espanha, mandado pela primeira vez em 86. Via de 15m, de muitos regletes e movimentos explosivos. Deu até vontade de dar um peguinha, mesmo eu temendo-os (regletes)!

E essa é a extensão do boulder “Girl”, cujo nome é Girl from Ipanema, V11. Minas desconhecidas, boulder idem:

E aqui três amigos fazendo uma via de parede num pico aqui na espanha chamado Galayos. Interessante. E desconhecidos:

E se vc acha que escalada no brasil é novidade, imagina em Oman… Não, não é a terra natal do Dan OsMAN kkkkkk (TU-DUN-TSSSSSS)… É lá nas arábias.. Lugar bonito!

E aqui uma compilação aleatória de movimentos dinâmicos em escalada… Tem alguns famosos, não tem como eles não aparecerem hehehe

E todo mundo sabe que eu A-DO-RO a Devils tower. Quando eu for pros EUA vou primeiro escalar ali e só depois vou pra Yosemite (talvez eu até pare antes por Indian Creek). Esse video da Devils é muito legal, aliás, um dos melhores sobre o pico nos últimos anos (só não ganha do da Catherine destivelle, que eu ia deixar linkado aqui, mas é tão bom que eu vou é colocar aí embaixo também):

Do vídeo da Catherine destivelle aprendemos que devemos passar a corda antes de começar a escalar, e que só escalamos em solitário vias que se der merda, podemos solar kkkk (E que roupas tom-sur-tom estavam na moda no começo da década de 90) Detalhe para o momento esguichos de suor das mãos quando ela se desencorda no meio da via, com uma mão só. Esse vídeo tem tipo 20 anos então não venha dizer que é spoiler hehehe.

Bom, e pra terminar, um famosinho… (escalador e pico – não tem como fugir muito!) aqui o Mino da nina caprez, Michael Fuselier, fazendo psicobloc em Mallorca, na espanha:

E deu né? Hoje é isso, se tudo correr bem vou ter novidades incríveis em breve! Aguardem! E antes, que eu me esqueça… Qual a boa do finde?

Bjos!

Perfis…

Deveria colocar uma foto da via "Perfil de amiga" em Igatu, isso sim. Mas por motivos óbvios, essa foto ganhou hehehe

Deveria colocar uma foto da via “Perfil de amiga” em Igatu, isso sim. Mas por motivos óbvios, essa foto ganhou hehehe

Hoje farei um post breve. Apenas alguns vídeos que coincidentemente sairam nas ultimas semanas sobre personalidades do mundo da escalada. Salvei vários vídeos, mas estes estão muito legais e realmente foi uma coincidência muito grande estes terem saído sobre pessoas, mais do que sobre vias, ao mesmo tempo.

Esse primeiro está simplesmente alucinante, sobre o Ramonet. Eu já achei que fosse esses vídeos que algum amador fez com o celular e depois deu uma editadinha. Ledo Engano, está animal. Não fala muito sobre o Ramonet em si, mas é dele que eu sempre falo quando algum baixinh@ vem me falar “Mas eu não tenho altura pra escalar”. Eu sempre respondo: O Cara que foi mais vezes campeão mundial nos ultimos anos tem menos de 1,55m. Qual sua desculpa? Aí a pessoa inventa alguma outra esfarrapada ali na hora. É triste (só pra pessoa). Mas o vídeo é sensacional! BigUp fica pra trás!

Já esse é sobre outro espanhol, desta vez a Canária Daila, que mostra um pouco de sua terra (as ilhas canárias, obviamente).

E este sobre a Beth Rodden, aquela mina esquisitinha que pegava o Tommy Caldwell lá pra meados de dois mil e qualquer coisa (oito?). Eles largaram e ela esteve mais lesionada que eu, só que do ombro. Parou mas a lesao voltou 2x aí ela entrou na faca e ao que tudo indica parece que ela está voltando à ativa. Tomara que ela possa ficar forte outra vez! Ela é a mina que escalou a via em móvel mais Hard do mundo, a Meltdown em Yosemite, foi capa da climbing, (eu até tenho essa revista!) recebeu o mesmo destaque em sua época que Sasha Digiulian ou a Nina Caprez hj em dia…

E depois de mandar a via mais foda do mundo – um 12c: vc consegue imaginar o que é um décimo grau? Imagina um 12c. Agora, imagina isso duas vezes (The change em novembro e La dura dura em Fevereiro). Bem, depois disso o menino prodígio deu uma sumida. Mas esse vídeo retoma algumas cadenas esquecidas de 9a’s Francês (11c) mandadas por ele que nem mereceram menção no vídeo sobre sua vida lançado ano passado (The wizard’s apprentice). Não é lá tao biográfico, mas mostra sua vida, o meninão fazendo lição de casa e tudo, é interessante.

E já que o assunto é lesão, parece que ta todo mundo lesionado, ta loco! Eu, mais ou menos desde 2005 to nessa lenga lenga de lesão, cada vez num dedo diferente, já não sei mais o que fazer, e a galera vira e mexe aparece alguem com alguma coisa doendo. Acho que esses arenitos nossos aqui são extremamente machuquentos, ta loco! Para o caso de alguém lesionar alguma parte que não usa na escalada (AKA membros inferiores) e ainda puder usar os braços, fica aqui uma dica de treino muito boa! Fiquei com uma invejinha do treinador, mas assim, só pq realmente eu não posso fazer o treino já que minhas lesões são sempre em uma das mãos.

Este aqui é um Si ne Qua non de 2013 uma verdadeira pintura com a Nina Caprez (sua linda) e o J. Siegrist, um dos poucos escaladores assim que eu sou fã mesmo. Ambos escalando no berço da escalada esportiva, o Gorges du Verdon, na França. A frança e a espanha sim é que são dois países abençoados por deus e bonitos por natureza…hmpff……

E já que estamos falando de Nina Caprez, que tal ela agora em CUBA? Um filminho (tá, só o trailer) no melhor estilo Baraka filmes – a produtora do Silbergeier e do Tuzgle, ambos com ela – com muita música e humor.

E chega por hoje , vou tentar não demorar tanto a postar o próximo post!

UPDATE:

Caramba! Esqueci de colocar a entrevista do Adam Ondra, que se encaixa certinho neste post “Perfil”