Vídeos e novidade!

Shimoto, em sua homenagem a foto-decorativa de hoje!

Shimoto, em sua homenagem a foto-decorativa de hoje!

Semana passada foi uma correria: entre arrumar malas, aprender a usar um programa novo e com ele fazer uma apresentação para o 15º Encontro de Escalada de Londrina sobre erros comuns e práticas seguras em Escalada Esportiva, não sobrou tempo para post no blog. Mas em compensação o Encontro foi muito legal, fiquei com uma melhor impressão ainda do pico dessa vez, tendo entrado em vias “modernizadas” seguras mas não por isso menos desafiadoras. Viagem tranquila, amigos agradáveis, bom climb, enfim, tudo na paz. Pena que esqueci minha câmera e não tirei nenhuma foto :/ Na verdade não faço idéia de onde ela esteja!

Enquanto isso, não muito longe dali… Acumulei alguns vídeozinhos muito interessantes. Vamos a Eles?

Começando com a super conquista brasileira no Fitz Roy, na Patagônia. Muita sorte com uma ventana de tempo bom incrível, e claro, muita competência por parte dos escaladores incontestáveis Sérgio Tartari, Flávio Daflon e Luciano Fiorenza.

E mais um filminho brazuca bastante simples e aprazível. Tardes de outono em Floripa mostra um lado Catarinense pouco divulgado por aí com uma escalada bonita num vídeo bem instrutivo. Diz a autora do vídeo que vem mais por aí… Estamos no aguardo! =D

E lembra daquela série da Mammut sobre vias velhas escaladas por escaladores novos? Pois é. Aparentemente hoje em dia os escaladores ficam escolhendo as vias mais perfeitinhas e no seu estilo pra evoluir ou pelo menos se divertir. No de hoje o Sean MColl um dos grandes das competições Não-mandando a via Hubble da Lenda dos anos 80 Ben Moon, que abiu e aparentemente foi o primeirio a mandar a via que tem agarra molhada, clipada tensa, crux no começo, passagens esquisitas, em pouco mais de 15m… haha 

E já que já fomos pra gringa, um vídeo que dá água na boca sobre um pico alucinante. Detalhe que é um vídeo comercial feito pelo/para o abrigo local e mesmo assim é de se assistir de novo. Detalhe para a Caroline Ciavaldini de Biquininho. ;P

Se você gostou da Carol, veja esse vídeo que mostra, entre outras coisas, um pouco do início de sua carreira:

Mas falando em garotas gringas... Ô Grória.. Daila Ojeda, Alizee Dufraisse e Olivia Hsu contando sobre suas motivações na escalada e claro, escalando num daqueles vídeos Zen da prana para quem é vegetariano, vai pro trabalho de bike, ajuda no azilo, doa sangue toda semana, não fala palavrão, não bebe alcool, não usa drogas e não fala mal de ninguém. (ou seja, não existe kkkk)

E Aqui a lenda viva Cuscuzeiriana, o cara que abriu as famosas Watch Me, Let´s Go, Mosquitos, Denorex, Fly or Die e Manga com Leite no Cuscuzeiro, o tal do “Alemão”… Carsten, falando sobre as maravilhosas cordas da Edelrid:

No final, mas não por último, uma palestra/vídeo/documentário sobre o famigerado Alex Honnold. Perguntas inusitadas… E confessando sobre sua motivação para solar vias e como ela foi mudando ao longo do tempo. “…No princípio eu comecei a solar pra ver se eu comia alguém..” kkkkkk Hilário…. 

E encerro deixando a foto da capa do Guia do Cuscuzeiro que finalmente está na Gráfica para impressão. Em breve à venda em alguns lugares que eu vou selecionar a dedo kkkkk

Guia Completo de escaladas do Cuscuzeiro - Já na gráfica, em breve, na Quero Escalar!

Guia Completo de escaladas do Cuscuzeiro – Já na gráfica, em breve, na Quero Escalar!

 

 

Finalmente escalada!

 

Hoje a mina que decora o post é a Matriarca Mór, membra fundadora, do São Carlos Pression Team, Naná!

Hoje a mina que decora o post é a Matriarca Mór, membra fundadora, do São Carlos Pression Team, Naná!

Pois é! Esse fim de semana recebemos a presença ilustre da Naná e do Rô diretamente do Rio de Janeiro! E no sábado rolou cuscuzeiro, blocos e festa junina geriátrica com direito a bingo e Raul cortando os pulsos. Domingo foi dia de Itaqueri com cadena tripla da Porra Julinho no segundo setor por Isabeto e Bia, e no primeiro setor da Via expressa pela minha pessoa, ambas 8a.

Ives prestes a alçar vôo

Ives prestes a alçar vôo

No Sábado ainda rolou o pega do Ives na Watch Me no cusco, um 6sup encardido que lhe rendeu tantas horas de vôo que ele acumulou milhas pra ir pra Europa já! E o Viado do Greg, com a ajuda da avó aqui que colocou um costurão na parada, mandou a via em flash! E o evento curioso foi a Naná ter rolado aquele grande boulder/bloco do tamanho de um fogão que tinha no pé antes da saída da Manga Com Leite. Foi bem foda, mas ela, mestre nas artes circenses, saiu andando em cima do bloco tal qual se anda em cima de uma bola! E no fim do dia ainda entrei num projeto de via nova que estou para abrir com o Beto e o Ives e que vai ficar muito legal, comprida, cheia de agarrões, fácil, e o melhor de tudo: Bem equipada! E o croqui, que já foi pra gráfica, já ficou desatualizado! hahaha

Shortinho da copa de 70, para a agonia deste que vos fala hahaha

Shortinho da copa de 70, para a agonia deste que vos fala hahaha

Ainda tivemos primeira vez do Caio na rocha, tendo feito a Mosquitos e a Visual e exibindo seu modelito (TOC ALERT) shortinho da copa de 70, que ouriçou os TOC´s não só meus, mas de outras pessoas! hahaha No mesmo dia ainda tivemos a fortíssima cordada feminina ISABIA fazendo as duas cordadas da 97 bons motivos, um dos meus sétimos favoritos no cuscuzeiro.

Cordada feminina na 97! Isa na seg e Bia vindo de segundo!

Cordada feminina na 97! Isa na seg e Bia vindo de segundo!

E tivemos o Whiper of the week no domingo, uma pena que ninguém filmou. O Ives destemido, pulou não clipou não conseguiu clipar  a última chapa da Intrusos a vista, tentou tocar pra cima e tomou uma bela voada, tendo rolado um momento “A cuzada” em uma raíz que tem perto do começo da via. Coitado foi quase empalado mas passa bem, ainda me deu a seg da cadena na Via expressa =D. O Rô fez a rapa em várias vias no arenito pra ampliar seu repertório e a Naná mostrou que apesar dos 850g em seu prato no Mamãe Natureza, ainda ta mandando muito com um pega super forte na Por via das Dúvidas, tendo mandado de primeira o primeiro crux e conseguido isolar o resto da via até o final!

E foi isso! Final de semana de escalada finalmente! Meu dedo ainda ta ruim, mas fodido por fodido truco e fui escalar esse fds e ainda mandei um oitavinho, ta bão né? hehe

Valeu Naná e Rô pela visita, vc´s são demais!

Ah! E praqueles que tão pedindo uma mochila igual a minha faz tempo, chegou na Quero Escalar! A mochila é feita pela Flora e pelo Tommy, que moram no pé do Anhangava em Quatro Barras e inteiramente artesanais com qualidade excepcional. Confiram aqui a mochila e se quiserem mais fotos é só pedir! Aliás, está cheio de novidades por lá! Além da mochila, as novidades incluem:

– fita fininha de dyneema

– um monte de sapatilhas e cadeirinhas novas! (Se depender da gente ninguém nunca mais vai escalar com Cadeirinha e sapatilha nacional ruim de novo! =)

– Tem também a Revista Montanhas! pra quem quiser adquirir a segunda edição.

– Chegou o R-Point, também conhecido como Grigri só que com preço mais acessível que o outro.

– O novo Lançamento da 4Climb, uma das melhores marcas do mercado Brasileiro de escalada, que reinventa seu melhor Magnésio SuperChalk através do novo Chalk Case com um recipiente para melhor transportar o velho e bom Superchalk na mochila, ótimo pras trips e pra não fazer muita sujeira.

– Chegou também a linha completa de calças da Hard Adventure, confira!

Sempre tem coisa chegando e tem coisa que nem chega e já acaba rsrsrs Mas o melhor vocês já sabem que sempre coloco preços justos pra vocês poderem escalarem mais e gastarem menos com equipos! Aproveitem! =)

Bem, é isso, tem um monte de vídeos que pretendo colocar até o fim da semana! Good crimb to you all!

Vento e cascavéis

Adoro fotógrafos Tchecos!

Adoro fotógrafos Tchecos!

 

Outro dia, por acaso eu encontrei um filme sobre a escalada no Wyoming. É tipo sobre a escalada no Mato Grosso 0.O haha Fala sobre a história dos escaladores locais, a evolução dos picos, presta uma singela homenagem ao Todd Skinner, famoso escalador pela maneira como morreu: Com uma cadeirinha de 20 anos toda fudida, ralada que estourou o looping durante um rapel em yosemite. No video mesmo um amigo dele conta que uns 20 anos atrás viu a cadeirinha dele, não dava coragem de pendurar nem um sapato nela que ia estourar. Ele pediu pra ver, pegou uma tesoura e picotou a cadeirinha, dizendo: Toma aqui 50 conto, vai comprar outra nova pra vc! E termina dizendo que alguém deveria ter feito isso outra vez.  Bem, entre outras passagens interessantes, mostra porque a cidade de Lander evoluiu tanto, como foi a conexão entre escaladores e comunidade local (não escaladense).

Uma coisa que me chamou a atenção foi que durante e desenvolvimento e abertura das vias em meados dos anos 80, teve a mão feminina no meio, e elas contam que quando abriam as vias, não simplesmente punham bolts na pedra, mas escalavam antes, pra definir os melhores lugares das clipadas pras vias ficarem seguras, limpavam agarras, blocos soltos, escovavam tudo. Vias estas que são clássicas e escaladas até hoje. Hehe tudo isso só pra alfinetar dizendo que a escalada no local evoluiu horrores porque as vias foram conquistadas de maneira segura e consciente, sem aquela coisa desprezível de rapelar do topo de uma parede com uma furadeira na mão (e um beck na boca) metendo furos aleatoriamente achando que vai dar certo. É preciso escalar a via antes pra saber bem onde serão colocadas as proteções para que a via fique segura.

Outra aspecto do filme é que os escaladores locais, depois de terem mandado todos os projetos da cidade, foram em busca de novos picos, e acharam um que fica 1h de carro da cidade, mais 1h de caminhada entre espinhos, sem trilha, com muitas cascavéis no caminho. E abriram um pico alucinante. Acho que as únicas desculpas que temos aqui é rocha podre, paredes com sol o dia inteiro (e no brasil é foda escalar no sol, principalmente no verão) e donos de propriedade ignorantes. Me senti tocado pelo filme e se antes eu já almejava fazer algo nesse sentido por aqui, agora dei uma animada 🙂 Então vejam o filme, que tem por volta de 1 hora.

 

Costura encontrada no Cusco! (& vídeos)

Escaladora anônima que decora o post de hoje

Escaladora anônima que decora o post de hoje

Faz um mês mais ou menos, o pessoal de Botucatu encontrou na Nega Maluca uma costura e deixou comigo pra eu divulgar e procurar o dono. Se alguém for o dono, entre em contato enviando o modelo, cor, número da conta bancária, senha, etc.. para podermos retornar a dita cuja ao papai (ou mamãe) desnaturado! Se não aparecer o dono, vamos colocar os mosquetões nas paradas das vias novas que conquistarmos! (A propósito perdi um canivete da PETZL azul com detalhe em laranja em Itaqueri, provavelmente no segundo setor, se alguém achou, ficaria muito feliz de ter meu bebê de volta!)

E já que estamos, vou deixar uns videozinhos lúdicos que vi faz umas duas semanas (que ultimamente não ta dando tempo nem pra almoçar!).

Esse aqui com uma cena raríssima do Adam Ondra escalando com móveis nos rodapés Gritstones ingleses. Curtinho (por isso que eu vi) e interessantinho vê-lo costurar um camalot.

E aqui meu sonho de consumo. Não, não é a Alex Puccio nem um jogo de Tri-Cams novo. Também não é a nova Scarpa Instinct VS. Nem a nova cadeirinha Cyrus da Edelrid. É a Van do Alex Honnold. Imagina ir pros picos e não ter que pagar (muitas vezes) R$25 de camping?! Porquê será que Camping é tão caro aqui no Brasil né? Em teoria vc paga por um espaço na grama pra estender uma barraca, dorme no chão, usa uma pia pra encher sua garrafinha de água e o chuveiro (não necessariamente). E muitas vezes pelo mesmo valor ou próximo vc acha pousadinhas onde vc pode ficar numa cama de verdade, com café da manhã incluído, enfim. Acho que até o ato de acampar é meio visto como comportamento elitizado por aqui. Afinal, agrega! Enfim, lá fora vc compra uma van dessas usada (com uns 3 a 5 anos) por valores entre 10.000 reais e 150.000 reais (nova) toda equipada. Aqui a usada com 15 anos de uso e sem nada (ou seja, vc vai ter que montar cama, cozinha, tudo do zero) vc paga em torno de R$20.000. Bom, quem quiser me dar uma de presente, eu dou os trampos! hahaha Ia ficar invernado no Cipó meses! Pensando bem, será que isso sobe a trilha da Divisa? Será que da pra deixar estacionado no pé do Anhangava na moral? Ali em frente à carumbé no G3? É… tudo tem seus prós e contras! Enfim, video:

Apesar da Polêmica com o Enzo “destruidor de vias alheias” Oddo e sua passagem pelo ParNa Itatiaia, o Fotógrafo Brasileiro Taranto Jr. Acompanhou os dois escaladores em sua passagem pelo Brasil e está programando de lançar um vídeo muito legal com os meninos. Não vejo a hora de ver a filmagem da remoção das chapas da via do Eliseu! hahaha

E falando em Francisco Taranto Jr, o próprio esteve por algumas semanas nas Filipinas em companhia de outro Brasileiro, o Pablo Scorza, que entre uma autorização e outra pra poder morar na Espanha esteve acompanhando o casal Edelrid-Wild Country James Pearson e Caroline Ciavaldini. Ô Vida dura desse Francisco!

E voltando à terras tupiniquins, video de outro Atleta (talvez um dos poucos) patrocinado Brasileiro, o Nishimura, mandando a via África no setor Corujas. Nota: Se vc escala mais que 7c não aqueça nessa via no setor Corujas. Melhor aquecer em algum oitavo de agarrão qualquer no setor que apertar esses regleticos!! Nishimura de parabéns!

E pra acabar, Beto mandando a Caixa de Pandora! Um dos vídeos mais esperados dos últimos meses aqui no Blog! BOOOA MOOONSTROOO!!! (sic) hahaha

E por hoje é só pe-pe-pessoal!

PS – Sábado tem Ritual Xamânico aqui em São Carlos, quem quiser participar, me peça que encaminho o convite e as orientações!

Fica a primeira parte (de 4 partes) de um vídeo incrível, vejamos se ele irá cativar-lhes! A segunda parte é mto legal!

 

 

E o mutirão?

Gaivota e Beto no Pau-de-Arara carregando lenha para os degraus!

Gaivota e Beto no Pau-de-Arara carregando lenha para os degraus!

O mutirão fui um sucesso! No sábado estivemos em peso os escaladores do CUME e agregados pra dar “Aquele” talento na trilha do Cuscuzeiro. Até quem fazia anos que não aparecia ajudou a por a mão na massa. Nomes como Gaivota, Bruno e Russo que andavam meio sumidos apareceram pra ajudar a deixar a trilha mais transitável e duradoura – leia-se à prova de chuva. Estivemos o Ives, a Isa, o Beto, O Greg, a Tha, a Ju, o Kops, o Sevê, o Gera,o Tui e eu (além dos supracitados). Com as ferramentas e materiais fornecidos pelo Sr. Oldair do Projeto Pedra Viva tivemos a chance de arrumar degraus, fazer contenções, colocar pedras, tocos, toras, ajeitar, alisar trechos, podar mato, colocar “corrimões” onde não se deve passar entre muitas outras coisas. Agradecemos ao Águia que esteve lá com a Motosserra fazendo estacas para as contenções dos degraus (tanto que até acabou toda a madeira que havia disponível pra isso!).  Infelizmente não pude ficar até o final mas não vejo a hora de voltar lá daqui 2 semanas pra verificar o resultado final!

Ives também levando lenha

Ives também levando lenha

A Isa botando em prática seu projeto arquitetônico para o degrau, e Bruno só de suplente!

A Isa botando em prática seu projeto arquitetônico para o degrau, e Bruno só de suplente!

Processo de construção de degraus - Contém a água e melhoram a trilha

Processo de construção de degraus – Contém a água e melhoram a trilha

Canaleta para escoamento de água - Extremamente importante desviar e frear a água que é o que fode mais a trilha!

Canaleta para escoamento de água – Extremamente importante desviar e frear a água que é o que fode mais a trilha!

 

E são essas as poucas fotos, quem tiver mais manda aí que eu coloco!
Valeu galera, teve bão! No domingo foi pouca gente, eu mesmo não pude ir, parece que terminaram alguns detalhes que faltava na trilha norte, mas parece que a trilha sul continua intocada (pra quem queria ajudar, #FikDik

 

Arrasando

Foto de divulgação da Edelrid

Essa cadeirinha é demais, é a melhor cadeirinha do universo! Ainda vou ter uma dessas!

Nos dois últimos finais de semana o Sanca Pression Team foi só alegria. No finde passado fiquei muito feliz por ter mandado um mito do cuscuzeiro. Uma via que desde que eu tinha começado a escalar, a tinha como uma coisa intangível. Uma via para poucos. Não, não mandei a Caixa de Pandora. Mas desde sempre ouvia todo mundo falar que só Fulano ou Ciclano tinham mandado a 97 bons motivos pela variante da direita do teto. Naquela época só de fazer a 97 já era uma coisa de outro planeta (idos de 2006). A 97 bons motivos é a via que fica à esquerda do Paredão, e segue por um diedro lindo, ao final do qual se paga uma pequena travessia para a esquerda por baixo de um tetinho, para então voltar pra direita. Uma via clássica do Cusco que não tenho visto o pessoal entrar nela ultimamente. Pois no finde passado pude repeti-la, tirar os moves da variante pra direita do teto e mandar! Surpreendentemente é uma variante muito mais legal que o final original pela esquerda, super estético de movimentos bonitos e aéreos. IN-CRÍ-VEL. Deve ser um 7b (a original é 7a) mas do jeito que o pessoal falava eu achava que devia ser no mínimo 1/8 um oitavo! No mesmo dia o Ives mandou a 97 original no segundo pega. Parabéns!

A única foto que eu tenho na 97 bons motivos, algumas semanas antes. Entre, é clássica!

Uma das poucas fotos que eu tenho na 97 bons motivos, algumas semanas antes. Entre, é clássica! (foto By GuiOliveira)

No dia seguinte fui pra Itaqueri com a Ju e o Shimoto, o qual mandou equipando pra aquecer um oitavo chamado “escorrega na mão que nem quiabo”. Via essa que pode ser feita em apnéia pois são 3 chapas e parada (o que de fato ele fez). Depois fui tentar a via nova do Rafa e do Kalango, ainda no primeiro setor. Via muito legal, por uns agarrões, variante da via do sino. Não pude mandá-la por conta da minha lesão na panturrilha direita, obra da “Estréia”, em Arcos, ainda no Carnaval. Mas como eu consegui pela primeira vez em anos isolar o crux da via do sino, animei em entrar nela com uns nuts do shimoto que ele deixa sempre na mochila e que ele nunca tinha usado na vida! Fiquei felizão!

Eu na Via do Sino.. Finalmente saiu, depois de mil anos!

Eu na Via do Sino.. Finalmente saiu, depois de mil anos!

Aí nesse último finde o pude fazer a Sunday+Sabath+Let´s go de uma enfiada só (deve dar uns 40m de via). Só que a intenção era equipar a Sabath pro Ives que está passando o rodo nos 7a´s e 7b´s locais, e ficar no platô da Let´s Go pra orientar a Simoni e o Marco na escalada da Let´sgo. Ela pode treinar a montagem da parada in loco, dar seg de cima pro segundo e depois armar o rapel. Enquanto isso o Ives matava a todos de orgulho mandando a sabath bloody sabath (extensão da Sunday Bloody Sunday) inclusive pulando costura. No fim do dia fui no meu inferno astral chamado Cactus Now. Ô como eu não gosto dessa via!!! É só espanco que eu tomo toda vez, ta loco. Eu sempre desço dela antes de chegar no final com a sensação de “PAROU! Já deixou de ser divertido faz tempo!”. Mas qto mais apanho, mais eu quero mais! (humm.. mulher de malandro! hahaha).

Pula essa fii!!!

Pula essa fii!!! (Ou: segurando uma cabeça imaginária kkkkk)

No dia seguinte repeti o fiasco entrando na Urubu de Kichute. Ô viazinha lazarenta também essa viu? Não tem refresco. Primeiro um dinâmico saindo de uma moeda de cinquenta centavos e de uma faquinha e praticamente sem pé nenhum. Depois aguenta os palitos de fósforo até o final. Que miséria de via! huahuahuahuahu Mas esse dia foi massa pq tava a galera de Sampa (mel, samara, Rê leite, Guilherme (outro Gui!). O Raul nem foi pra Itaqueri domingo pq pra variar deu “Logoff” na comemoração de sua cadena da Urubus Cadentes no Cusco sábado.

Raul logo após fazer o move de comer um cachorro na saída da Urubus Cadentes

Raul logo após fazer o move de comer um cachorro na saída da Urubus Cadentes

O Ives pra variar com a bolinha de fogo (lembra do NBA Stars do SNES?) mandou pela primeira vez, e aquecendo ainda, a “Onde a Cascavel Cochila mas não dorme”. Aí deu uns par de pegas na Balanga Beiço e saiu tbm! Ahh muleque! Esse aí ta forte candidato à “Atleta SCPT do Mês” hahaha. No fim do dia equipei a Quarto Elemento e na descida pus os costurões estratégicos na Urubu de Kichute pra Bia e pra Ju entrarem, e eu fiquei com coceirinha entrei também (pra dar o fiasco que eu narrei antes). Ah, nem foi fiasco, tudo é treino! hahaha Pelo menos fui até o final, ao contrário da Cactus que mentalmente é muito desgastante.

Ives demonstrando toda sua classe e categoria na Balanga Beiço

Ives demonstrando toda sua classe e categoria na Balanga Beiço

Enfim, o time todo representando muito bem nessas duas últimas semanas, ta todo mundo empolgado para que no feriado de Páscoa possamos estar em alta e mandar os projetos da viagem! Julia Mara vem na pegada desde janeiro treinando forte pra Bulls na Falésia dos olhos, kamon mano, estaremos lá pra dar a Vibe e tomar cerveja de graça depois!

Rê Leite e Samara em Itaqueri

Rê Leite e Samara em Itaqueri

E por hoje é só pessoal! Tem alguns vídeos que “se pá” coloco até o fds! Aliás, sábado dia 12/4 tem Ritual Xamânico, quem quiser participar (ou saber o que é) entre em contato!

Namastê!