Como eu me sinto quando… Edição Especial de Natal!

Se você for a dona dessa foto, favor enviar créditos da foto para eu publicar aqui! (junto com seu telefone e estado civil, grato!)

Se você for a dona dessa foto, favor enviar créditos da foto para eu publicar aqui! (junto com seu telefone e estado civil, grato!)

Pois é, todo mundo a-do-rou os posts do “Como eu me sinto Quando” versão escalada. Por isso, agora no Natal preparei mais um post para tirar pelo menos um sorrisinho de canto de boca de vocês!

Chegando com a galera pra escalar no primeiro dia da Trip em Arcos ou no Cipó

Chegando com a galera pra escalar no primeiro dia da Trip em Arcos ou no Cipó

Quando eu chego no pico 9 horas da manhã e tem alguém super animado pra começar a escalar naquele instante

Quando eu chego no pico 9 horas da manhã e tem alguém super animado pra começar a escalar naquele instante

Tomo um café pra dar aquele UP antes de entrar numa via...

Tomo um café pra dar aquele UP antes de entrar numa via…

Quando eu to almoçando a única maçã q eu levei pra escalar e alguém abre uma paçoquinha/gordice qualquer do meu lado.

Quando eu to almoçando a única maçã q eu levei pra escalar e alguém abre uma paçoquinha/gordice qualquer do meu lado.

As outras pessoas quando o Cleber Harrison faz uma Piada à la Genja

As outras pessoas quando o Cleber Harrison faz uma Piada à la Genja

Eu quando o Cleber Harrison faz uma Piada à la Genja

Eu quando o Cleber Harrison faz uma Piada à la Genja

Quando eu começo a correr pra treinar pro Cipó

Quando eu começo a correr pra treinar pro Cipó

E continuo correndo...

E continuo correndo…

Quando um grupo de mulheres que manda oitavo grau pergunta se pode escalar com a gente

Quando um grupo de mulheres que manda oitavo grau pergunta se pode escalar com a gente

Quando eu resolvo fazer treino de finger na volta do supermercado...

Quando eu resolvo fazer treino de finger na volta do supermercado…

Quando alguém diz: Mandei a via! com duas quedas mas mandei!

Quando alguém diz: Mandei a via! com duas quedas mas mandei!

Quando não consigo tirar o nó 8 da corda depois de ficar tomando mil vacas no meu projeto

Quando não consigo tirar o nó 8 da corda depois de ficar tomando mil vacas no meu projeto

Quando eu vou vejo os preços de equipos de escalada fora da Quero Escalar...

Quando eu vou vejo os preços de equipos de escalada fora da Quero Escalar…

Quando não tem parceria pra ir escalar no domingo.

Quando não tem parceria pra ir escalar no domingo.

Quando tem um cara escalando com meia velha (sem elástico) preta e de Miura.

Quando tem um cara escalando de Miura com meia esgarçada (sem elástico) preta.

Quando um brother me oferece pra equipar uma via com as costuras e corda dele novinhas...

Quando alguém me oferece as suas costuras e corda novinhas pra equipar uma via pra el@…

Quando vejo alguém escalando uma via esportiva de 10m de top rope e no rack da cadeirinha tem: 15m de cordim, garrafa de água, bota, anorak, freio, mosquetões, parada, friends, maquina fotográfica, kit de primeiro socorros.....

Quando escalo uma via e percebo que está mau protegida porque foi aberta de cima pra baixo no rapel sem ter sido escalada antes.

Quando vejo alguém fazendo presepada no pico de escalada...

Quando vejo alguém fazendo presepada* no pico de escalada… (dando seg errada, escalando com a fivela da cadeirinha aberta, escrevendo na rocha, etc..)

Quando alguém quebra a agarra do Crux da via que eu to malhando...

Quando alguém quebra a agarra do Crux da via que eu to malhando…

Informo a pessoa que ela vai guiar a via...

Informo a pessoa que ela vai guiar a via…

Quando alguém fala que aquele projeto de 8b da sua vida não passa de um 7c duro

Quando alguém fala que aquele projeto de 8b da sua vida não passa de um 7c duro

Quando alguém da minha altura pergunta se eu posso dar beta de uma via, que por acaso eu acabei de mandar

Quando alguém da minha altura pergunta se eu posso dar beta de uma via, que por acaso eu acabei de mandar

Alguém fala que rapel é mais legal que escalada... depois vem querer tentar me agradar...

Alguém fala que rapel é mais legal que escalada… depois vem querer tentar me agradar…

Alguém começa a fazer piada machista ou homofóbica perto de mim..

Alguém começa a fazer piada machista ou homofóbica perto de mim..

Último dia de escalada da viagem...

Último dia de escalada da viagem…

Como eu imagino que vai ser a vaca..

Como eu imagino que vai ser a vaca..

Como eu devo encarar a vaca...

Como eu devo encarar a vaca…

Como acaba sendo a vaca...

Como acaba sendo a vaca…

Faço um post no Blog e vou dormir ou tenho que sair na sequência...

Faço um post no Blog e vou dormir ou tenho que sair na sequência…

Se você gostou pode relembrar os primeiros dois posts sobre isso clicando Aqui e Aqui.

Bem, por hoje é isso pessoal! Quem curtiu comenta, quem sabe não faço outro post desse naipe em breve? Feliz clichês de fim de ano pra todo mundo! Tudo aquilo pra vc´s!

Continuando eu me sinto como…

Como eu me sinto quando...

Como eu me sinto quando… Episódio 2

Todo mundo adorou os Gifs, então, vamos aos que faltavam.

Como eu me sinto Quando:

Alguém acaba de trocar as pilhas da Headlamp e vem falar alguma coisa na roda antes de começar a descer a trilha do Cuscuzeiro a noite:

headlamp no fim do dia de climb

Quando eu descubro que esqueci a Headlamp e vou ter que descer a trilha no escuro:

saquinho de mag em casa

Quando alguém pergunta se quero equipar a Watch me no Cuscuzeiro (uma via com crux depois da última chapa,  no final de um belo esticão):

quero entrar numa via mau equipada

Quando alguém insiste pra eu entrar numa via que eu não to afim:

convencer entrar numa via nao quero

Quando eu chego na rocha pra escalar depois de ter feito treino de quedas:

faço treino de quedas

Quando uma pessoa sedentária (e provavelmente, mas não necessariamente, muito acima do peso) pergunta como que ela faz pra começar a escalar:

gordinho pergunta se tem jeito pra escalarQuando eu levo uma pessoa pra escalar pela primeira vez e ela fala que o rapel ou o baldinho foi a parte mais legal:

mandou a via. uma quedaQuando me perguntam qual a diferença entre escalada e rapel: (Ou quando vejo gente dando seg errada)

conhecido cagada no picoA cara que as pessoas fazem quando eu aviso que elas têm escalado o dia inteiro com a fivela da cadeirinha  aberta:

fivela da cadeirinha

Quando eu chego no setor e todo mundo ta dando seg errada:

giphy

Quando alguém fala que uma agarra numa via “não vale”:uma agarra nao valeQuando alguém me pergunta o nome certo da via e o grau francês pra por no 8a.nu

via a vista 8anuQuando eu vejo gente dizendo que preço alto no Brasil é culpa só de imposto:

preconceito na escaladaE pra encerrar com chave de ouro: Quando me perguntam quando é que chegam as coisas da Edelrid…

perguntam quando chegam as coisas edelridÉ isso aí pessoas! Talvez faça mais um post essa semana porque tem uns vídeos legais saindo esses dias! Até lá, abs!

 

Como eu me sinto quando…

Como eu me sinto quando coloco uma roupa verde-limão e escalo no Calcário cinza...

Como eu me sinto quando coloco uma roupa verde-limão e escalo no Calcário cinza…

Tem um site que eu gosto muito que chama “Como eu me sinto quando“. E tem outro que eu gosto muito também chamado CruxCrush que é de garotas americanas escaladoras que colocam seu ponto de vista bem peculiar e pertinente ao mundo predominantemente masculino da escalada. Tem umas sacadas muito boas, e esses dias eu vi que elas meio que “linkaram” o como eu me sinto quando, com escalada. Genial! Como não achei muito mais coisa nesse sentido, resolvi roubar uns gifs do CEMSQ e adaptar para a escalada (nada se cria, tudo se copia não é mesmo?).

Como eu me sinto quando…

Quando mando meu primeiro oitavo a vista e neguinho vem dizer que é no máximo um 7b raso…

A vista tinha ultima agarra

Tento fazer uma virada de boulder descaída e sem agarras (tipo o VanderWals)…

virada boulderAlguém pergunta se eu quero uma costura um pouco mais longuinha pra mandar o crux da via clipado…

costurão no cruxEu passo na frente da câmera que está numa pedra filmando alguém mandar uma via ou boulder…

filmando boulder passo na frenteQuando tem alguém que não escala entre dois escaladores conversando…

alguem que nao escala entre dois escaladoresQuando chego no cume do Cuscuzeiro e vejo empresas de turismo de aventura predatória fazendo rapel onde não devem…

agencias de rapel cuscuzeiroQuando vejo um baixinho fazendo mil estrepolias pra alcançar a primeira agarra da via…

Um baixinho que não alcança a primeira agarra da viaQuando eu chego num pico novo de escalada cheio de vias lindas e próximas do meu limite e penso em qual vou querer entrar…

Pico novo que vias quero fazerE quando eu percebo que elas são extremamente mal grampeadas…

Pico novo que vias quero fazer vejo os grausAlguém pergunta se eu posso entrar pra limpar uma via que eu quis escalar o dia inteiro mas tinha fila…

nao consegue limpar via muito legalEu to almoçando no pico e um amigo vai pedir seg pra uma pessoa que dá uma seg péssima:

pedir seg muito malTem um monte de gente malhando meu projeto de meses e eu finalmente mando:

mando de primeira uma via que tava todo mundo tentandoUm brother que já manda sétimo pergunta se não pode dar um pega na via de top primeiro:

se eu faço rapelQuando o Shimoto fala que aperta tudo quanto é reglete, de palito de fósforo a gilettes, mesmo em vias negativas que tem agarrão, e mesmo assim nunca teve lesão:

que nunca se lesionou na escalada

Bom pessoal, tem mais alguns que eu separei, no próximo post eu coloco.. Boas escaladas no finde!

Já que vai fazer, faça direito!

A Daila Faz direitinho!

A Daila Faz direitinho!

Não, Não é propaganda de uma faculdade de advocacia. É sobre coisas que as pessoas fazem na escalada e que algumas delas acabam fazendo de qualquer jeito. Todo mundo sabe que eu tenho um monte de TOC’s (transtorno obsessivo compulsivo) na escalada. Na verdade eu sei que o mundo não vai acabar quando alguem coloca as costuras fora de ordem na mochila, ou quando não põe no elastiquinho a sobra de fita da cadeirinha quando passa pela fivela. Mas a maioria dos meus TOC’s sao bem justificáveis e a sua não observância pode sim levar ao fim do mundo… pelo menos pra quem não se atenta a elas. São fatos que eu presenciei muito na espanha, e na época ficava assustado pois no Brasil aquilo não acontecia (muito), mas hoje está se tornando perigosamente corriqueiro. Eu estou falando de gente com a cadeirinha vestida ao contrário, costuras com o gatilho curvo pra cima, dois “strings” no sling, solteira passada somente na cintura ou na perneira da cadeirinha, rapel de chapeleta de canto vivo, barriga de corda arrastando no chão antes do escalador clipar a segunda chapa, nó faltando uma passada ou com 7 arremates pela sobra de corda, e claro, o campeão dos campeões (Não é dar curintxa na via, que isso pode!): fazer seg ERRADO.

Assim você MATA o escalador

ERRADO

Assim como o Schumacher (desculpe o paralelo antigo, desde quando ele era o N°1 que não acompanho fórmula 1) não pode andar acima do limite de velocidade na cidade, nem estacionar em local proibido, você também que manda décimo grau não pode fazer a seg ERRADO dos seus coleguinhas. Você sabia que em uma queda de 10m, você tem apenas 0.98s ou 98centésimos de segundo para que seus olhos mandem a informação para o cérebro, ele interprete a situação e mande o comando para que sua mão saia de onde estiver e segure a corda? Dessa nenhum bolt te salva, nem Usain Bolt! (tu-dun-tsss). Foi pensando nisso que os fabricantes de freios para escalada (ATC, GRIGRI, CINCH) mandam junto com o seu freio, um EXTENSO manual explicando como usá-lo e principalmente, COMO NÃO USÁ-LO. Assim como não passa de um mito (machista, diga-se de passagem) de que toda loira é burra, também existe um mito de que o GriGri trava sozinho. GriGri NÃO TRAVA SOZINHO. Mas o buraco é mais embaixo pois tem gente que solta a mão inclusive dando seg de ATC!!!!

Nunca solte a mão na corda. NUNCA.

Nunca solte a mão na corda. NUNCA.

Desculpas baratas como “Ah não, de boa, ele não vai cair agora” ou “Ele conhece muito bem essa via” não colam, principalmente quando você está escalando uma via, a 20m de altura, na parte facil dela e olha pra baixo e o seu seg de braço cruzado sem a mão na corda, te dando seg de ATC. É nessa hora que você PODE MORRER. (Afinal, pedras quebram, sapatilhas escorregam, abelhas e vespas picam, aranhas assustam – inclusive se ele estiver de Grigri). Partindo-se do pressuposto da reciprocidade, se você não quer que façam isso pra você, você também não faz isso pra ninguém. E se você se acha muito experiente porque a vida inteira sem a mão na corda e com a mão direita na alavanca seu Grigri travou sozinho (o que dá umas 500 ou 1000 vezes talvez), que tal ouvir a opinião de quem fez 1.000.000 de testes e somou a experiência de escaladores profissionais do mundo inteiro, que caem sem avisar o seg “Vou cair, retesa” e tiraram dados estatisticos que colocam que SE NÃO SEGURAR A CORDA, NÃO VAI TRAVAR. Pelo menos não um em cem? Em mil? cinco mil? Eu é que não quero deixar a VIDA do meu melhor amigo, da minha namorada, daquele cara que me deve uma grana, nas mãos do acaso. Tá aqui comigo, não abro a mão, pode voar a vontade sem avisar que to esperto na seg deve ser a sua “Frase de exibição” enquanto estiver na funça de segurar alguém escalando. E de fato fazê-lo. As vezes não é morte, é pé torcido, é uma perna quebrada, é um traumatismo, uma hemorragia interna, um hematoma… enfim. CULPA SUA. Ahhh, mas escalada é um esporte de risco, o escalador tem que saber que está suscetivel a isso… Ah tá… então o que você fez é propaganda enganosa, porque entrar numa via esportiva com chapa de metro em metro e ainda correr o risco de se matar por vacilo do seg é muita “Falta de sacanagem” do seg. Quem nunca solou um quinto grau cuja seg era dada pelo seu amigo que nunca tinha vestido uma cadeirinha na vida, que se atire da primeira pedra. Mas lá naquele oitavo vc pediu a seg do seu truta experiente né? Então, porque será? Bom, se você leu até aqui é porque você concorda que existe o jeito certo de usar seu freio (freio não né Mário Alberto, estamos falando é do GriGri né), e que ele inclui em não soltar a mão da corda nunca para qualquer tipo de freio, e de não bloquear o mecanismo de travamento (caso ele tenha um).

Movimento APENAS para a hora que o escalador precisa de corda rápido (vai costurar por ex.)

Movimento APENAS para a hora que o escalador precisa de corda rápido (vai costurar por ex.)

E falando em GriGri, tem mais uma coisa:

Além de não soltar a mão direita da corda do momento que o cara tira o primeiro pé do chão até o momento que ele coloca os dois de volta, também você deve saber que Grigri tem um lado certo pra cima e outro pra baixo. E que ele DEVE ser colocado no Loop da cadeirinha. Principalmente a galera das antigas, da época do Guaraná de rolha, cordas de sisal e que as cadeirinhas não tinham loop, ou da galera mais nova que aprendeu no boca boca com essa galera da antiga e nunca se reciclou ou sequer leu uma linha do manual daquela super cadeirinha nova e moderna de 200g que o amigo trouxe na mala da gringa. Esses ainda dão segurança com o mosquetão na perneira e cintura da cadeirinha, torcendo o GriGri erroneamente para o lado, e solicitando o mosquetão em direções as quais ele não foi designado para. (sem contar que é uma bosta, apertado e esquisito passar nos dois pontos). Bem, se você não usa o Loop pois não confia “num ponto só”, não arme top ropes com parada equalizada. Afinal, é uma fita só que une as 2 chapas né Capiroto? O que te faz pensar que o seu loop não é mais seguro pois aquela sua cadeirinha da conquista feita com estofado de sofá e cinto de segurança ja tem 10 anos, mas a cintura e a perneira dão conta de segurar uma bela voada? Seu loop é a parte mais forte da sua cadeirinha!   (precisando de uma cadeirinha nova? Clica aqui hehehe)

Então leia o manual de tudo que você comprar até a dessossar todas as informações! E Não tenha vergonha de admitir que tem dificuldade em vestir uma cadeirinha direito nas primeiras vezes. É normal, depois vc pega a manha! Mas Porfa! Veste ela direitinho, nem que lhe custe 3 ou 4 (ou quantas forem necessárias) colocadas e tiradas até que a perna esquerda esteja na esquerda, a direita na direita, e ambas orientadas na direção certa. E que a fivela esteja fechada, o loop não torcido. O mesmo vale pra quem já faz seg errado, ou ta aprendendo: Desbique, trave, puxe a corda do seu amigo que está escalando (de preferencia uma via abaixo do limite dele) enquanto você aprende a fazer seg direito, mas insista em fazer corretamente a segurança e não se deixe levar para o lado negro da Seg!!! Você vai ver que custa muito pouco! Fazer seg em duas ou tres vias do jeito certo já terá sido suficiente pra vc dominar a técnica. Tem muita gente descordenada que faz direitinho, não é possível que você não consiga! Lembre-se: A sua humildade pode salvar uma vida!

Ademais, recomendo a extensa leitura do artigo em ingreis (veja as figuras pelo menos, Anarfa) sobre o uso do GriGri que tira TODAS as suas dúvidas sobre seu uso.

De volta com novidades: É 5.10, é Beal, é vídeo… Confira!

Fotinho lúdica para decorar o post cheio de vídeos :)

Fotinho lúdica para decorar o post cheio de vídeos 🙂

Ó, nem vem falar que faz 2 semanas que eu não posto nada no blog pq nesse meio tempo foram 3 posts no blog do CUME. Lá eu pus uns “Vidinhos” pra galera que ta começando, a divulgação da SACU – Leia-se: monitoria todo dia essa semana, que não rolou direito por causa da chuva – e as inscrições para a Oficina de escalada do CUME. Mas isso eu ainda tive que fazer rapidinho porque está sendo um frissom com a nova leva de sapatilhas da 5.1o que chegaram na Quero Escalar!! Não obstante, também recebi uma leva de cordas da beal aqui e tudo tem sido uma correria. Tudo começou quando, depois de uma série de decisões, sentei pra terminar o croqui do cuscuzeiro. Trabalhei intensamente por 2 dias sem comer nem beber água muito menos ir ao banheiro e no terceiro dia tive uma reviravolta (os fatos citados acima) e agora eu não consigo tempo pra sentar e dar continuidade aos trabalhos. Mas eu Não reclamo não, é bom sentir-se produtivo. Fiz até um protótipo de cartão da Quero Escalar que preciso mandar pra gráfica, vai ficar lindo de ver! 🙂

Agora só falta eu poder voltar a escalar de verdade (que não aguento mais quinto grau, as mesmas vias de quinto e sexto grau que se somadas não deve dar umas 10 aqui na região, não sei como tem gente que não enjoa, toma vergonha na cara e vai treinar pra fazer mais vias mais difíceis) e pronto, vai estar faltando só uma coisa – ou melhor, pessoa – pra ficar tudo “ótemo”.

E chega de Bla-blá-blá que apesar da semana passada ter sido meio morna de vídeos, essa ta da hora!

Começando com esse, da grande blogueira Marieta Cartró, que manda décimo grau tanto com as palavras num humor afiado e inteligente, quanto na escalada. Aqui ela aparece malhando um 10b (ou c – não lembro que vi o vídeo semana passada) e dando entrevista, falando como começou a escalar, mostrando seu quintal, Montserrat, na Espanha. Depois não sabe pq tem tanto espanhol que escala…

Seguindo a linha de quintal de casa, vamos para o nosso. Ta certo que ta mais para quintal do vizinho (onde a grama é sempre mais verde). Você não pode perder as aventuras dessa galerinha que vai aprontar altas confusões a bordo de uma Kombi do barulho! Mas como não estamos na sessão da tarde, esse é um vídeo de um rolê que uma galera fez pela américa do sul de kombi, mas pra escalar de verdade, nada de ficar fazendo caminhadinha pros topos dos morros… Terminando o rolê no Petzl RocTrip. Vídeo muito bem feito, editado, com belas imagens, de escalada, de lugares, enfim…

E já que o assunto é pedra parada en AR-RENTINA, segue um vídeo do Enzo Oddo àvistando um 10b. Curtinho para os padrões do pico…

Uma pessoa que eu conheci na Piedra Parada Estrela o próximo vídeo. voltando para as terras Tupiniquins, quem gosta da cave de São Carlos, vai adorar essa via, que pra quem for pra Itatim, é um Si-ne-qua-non! Vídeo da Bianca Castro, que apesar de não ser escaladora (ela só faz boulder), resolveu arriscar colocar uma cordinha e fazer os FFA das vias lá pras bandas da Bahia.

Bianca, é brincadeira o negócio de não ser escaladora tá? 😉

E voltando pra espanha, este vídeo ganhou destaque porque o cara (Magnus Mitb0e) desce de um 11c/12a (9a/+) e fala: …”Ói que beleza! 9a+ sem estar tijolado!? Ta bom né?”... PUTO. Mas o que mais chama atenção é o momento TOC (transtorno obsessivo compulsivo) nos minutos 3:10 e 3:30). Eu vou dar uma de Spoiler porque eu sei que muita gente não vai nem se ligar, mas, MEOOOOOO…… Irrita mooooooito quando fulano coloca as costuras de ponta cabeça na chapa!! Que fodaaaaa…… da vontade solar a via e ir lá trocar. Costura só tem dois jeitos de usar: Virada pra direita ou pra esquerda; e mesmo assim depende de pra onde a via vai. O Mosquetão de cima é reto e o debaixo é curvo, e o curvo é preso por uma borrachinha normalmente e o de cima não, e tudo por uma razão: segurança, não é estética não. (se bem que pra mim é uma questão de o mundo poder acabar se ela é colocada assim, igual quando você pisa na divisória das cores da calçada). Enfim, já está na manga um post explicando porquê tudo isso. Sem mais delongas, convosco, o famigerado vídeo;

Só que eu não vou ficar sofrendo de TOC sozinho aqui, agravando meu Bruxismo diurno. Tem um cara mais TOC’eiro que eu, (Mais não, é só mais impulsivo com os poucos TOC’s dele) e eu vou ser bem filhadaputa e colocar esse vídeo pra ele surtar e ter uma taquicardia, quando ele ver o cara do vídeo mandando o “First Ascent” da via, que é em móvel, COM AS PEÇAS POSTAAAASSS…(agora imagina o seu madruga arrancando o chapéu e pisando em cima quando toma bofetada da dona florinda… mais ou menos essa a reação)… E aí Mister Praquê?! Pra quanto foi a pressão agora?! hahahhaa Ah, detalhe que o cara no vídeo também escala em solitário com uma minitraxion..

E agora que a cagada está feita, vai um vídeo para compensar a namorada da pessoa que eu citei no parágrafo anterior que deve estar ali acalmando-o, coloco então um vídeo instrutivo da Steph Davis, ensinando como esparadrapar suas mãos para escalar as fendas perfeitas do deserto de Utah.

E se você achou que no final ia pelo menos aparecer ela escalando de fato… (sim aparece, mas pouquinho), fique com essa via que foi capa da Climbing desse mês, Glad to Be trad, uma fendona incrível de nono grau no mesmo pico.

Bom, e agora deu de vídeos pra mais uma semana né?! Bem, veremos 😉