Um vídeo novo, e diferente

E mudando um pouco o estilo das fotos do blog... (só hj, prometo)

Ok, nem tão novo assim, o vídeo é do ano passado, mas ngm viu!

É, porque ninguém aguenta mais ver o Adam Ondra Gritando que nem a Silvia Saint em terras “espanholas”. Nem do Honnold solando um Big Wall em Yosemite como quem vai na esquina comprar um pão Francês. A bola da vez são dois “Alemões” praticamente desconhecidos no Yosemite Italiano, As dolomitas. E o desafio deles é  percorrer 14km de caminhada até o pico, mais 1000m de desnível em via ferrata, para só então poder fazer a primeira repetição da via de 15 cordadas e 600m chamada “Chimera Verticale”. Ah de boa, tudo quarto grau. Só que Não. A via começa com umas cordadinhas básicas de sétimo grau francês (que vai do 7c ao 9b brasileiro) e depois tem várias de oitavo e até nono grau Francês (ou seja, de 9c a 12a brasileiro). Aí vc pensa que eles vão fazer em uma semana o bagulho né? NÃO. 24hrs é o tempo: VALEEEEENDOOO!!

PS – só porque o de verde usa cadeirinha masculina e o de azul a  feminina não quer dizer que eles sejam namorados! (no ten nada demás!)

 

========UPDATE=============

O Raul nos elucidou a questão da Graduação. Eles falam em sétimos, oitavos e nonos mas não é na graduação nem Francesa, nem americana, muito menos brasileira. Eles tão usando a graduação UIAA’ense , que é esquisita e ninguém sabe que existe, muito menos usa. Confira o comentário do nosso colaborador internacional exclusivo:

Raul disse: “Eles estão falando da graduação UIAA do centro da europa, as vezes em Frankenjura usam essa graduação. O mais foda é um nono grau que equivale a 7b+/7c na francesa. As primeiras enfiadas são sétimo, que equivale a entre 6b e 6c+. Mas é uma via foda mesmo assim.