De volta com novidades: É 5.10, é Beal, é vídeo… Confira!

Fotinho lúdica para decorar o post cheio de vídeos :)

Fotinho lúdica para decorar o post cheio de vídeos 🙂

Ó, nem vem falar que faz 2 semanas que eu não posto nada no blog pq nesse meio tempo foram 3 posts no blog do CUME. Lá eu pus uns “Vidinhos” pra galera que ta começando, a divulgação da SACU – Leia-se: monitoria todo dia essa semana, que não rolou direito por causa da chuva – e as inscrições para a Oficina de escalada do CUME. Mas isso eu ainda tive que fazer rapidinho porque está sendo um frissom com a nova leva de sapatilhas da 5.1o que chegaram na Quero Escalar!! Não obstante, também recebi uma leva de cordas da beal aqui e tudo tem sido uma correria. Tudo começou quando, depois de uma série de decisões, sentei pra terminar o croqui do cuscuzeiro. Trabalhei intensamente por 2 dias sem comer nem beber água muito menos ir ao banheiro e no terceiro dia tive uma reviravolta (os fatos citados acima) e agora eu não consigo tempo pra sentar e dar continuidade aos trabalhos. Mas eu Não reclamo não, é bom sentir-se produtivo. Fiz até um protótipo de cartão da Quero Escalar que preciso mandar pra gráfica, vai ficar lindo de ver! 🙂

Agora só falta eu poder voltar a escalar de verdade (que não aguento mais quinto grau, as mesmas vias de quinto e sexto grau que se somadas não deve dar umas 10 aqui na região, não sei como tem gente que não enjoa, toma vergonha na cara e vai treinar pra fazer mais vias mais difíceis) e pronto, vai estar faltando só uma coisa – ou melhor, pessoa – pra ficar tudo “ótemo”.

E chega de Bla-blá-blá que apesar da semana passada ter sido meio morna de vídeos, essa ta da hora!

Começando com esse, da grande blogueira Marieta Cartró, que manda décimo grau tanto com as palavras num humor afiado e inteligente, quanto na escalada. Aqui ela aparece malhando um 10b (ou c – não lembro que vi o vídeo semana passada) e dando entrevista, falando como começou a escalar, mostrando seu quintal, Montserrat, na Espanha. Depois não sabe pq tem tanto espanhol que escala…

Seguindo a linha de quintal de casa, vamos para o nosso. Ta certo que ta mais para quintal do vizinho (onde a grama é sempre mais verde). Você não pode perder as aventuras dessa galerinha que vai aprontar altas confusões a bordo de uma Kombi do barulho! Mas como não estamos na sessão da tarde, esse é um vídeo de um rolê que uma galera fez pela américa do sul de kombi, mas pra escalar de verdade, nada de ficar fazendo caminhadinha pros topos dos morros… Terminando o rolê no Petzl RocTrip. Vídeo muito bem feito, editado, com belas imagens, de escalada, de lugares, enfim…

E já que o assunto é pedra parada en AR-RENTINA, segue um vídeo do Enzo Oddo àvistando um 10b. Curtinho para os padrões do pico…

Uma pessoa que eu conheci na Piedra Parada Estrela o próximo vídeo. voltando para as terras Tupiniquins, quem gosta da cave de São Carlos, vai adorar essa via, que pra quem for pra Itatim, é um Si-ne-qua-non! Vídeo da Bianca Castro, que apesar de não ser escaladora (ela só faz boulder), resolveu arriscar colocar uma cordinha e fazer os FFA das vias lá pras bandas da Bahia.

Bianca, é brincadeira o negócio de não ser escaladora tá? 😉

E voltando pra espanha, este vídeo ganhou destaque porque o cara (Magnus Mitb0e) desce de um 11c/12a (9a/+) e fala: …”Ói que beleza! 9a+ sem estar tijolado!? Ta bom né?”... PUTO. Mas o que mais chama atenção é o momento TOC (transtorno obsessivo compulsivo) nos minutos 3:10 e 3:30). Eu vou dar uma de Spoiler porque eu sei que muita gente não vai nem se ligar, mas, MEOOOOOO…… Irrita mooooooito quando fulano coloca as costuras de ponta cabeça na chapa!! Que fodaaaaa…… da vontade solar a via e ir lá trocar. Costura só tem dois jeitos de usar: Virada pra direita ou pra esquerda; e mesmo assim depende de pra onde a via vai. O Mosquetão de cima é reto e o debaixo é curvo, e o curvo é preso por uma borrachinha normalmente e o de cima não, e tudo por uma razão: segurança, não é estética não. (se bem que pra mim é uma questão de o mundo poder acabar se ela é colocada assim, igual quando você pisa na divisória das cores da calçada). Enfim, já está na manga um post explicando porquê tudo isso. Sem mais delongas, convosco, o famigerado vídeo;

Só que eu não vou ficar sofrendo de TOC sozinho aqui, agravando meu Bruxismo diurno. Tem um cara mais TOC’eiro que eu, (Mais não, é só mais impulsivo com os poucos TOC’s dele) e eu vou ser bem filhadaputa e colocar esse vídeo pra ele surtar e ter uma taquicardia, quando ele ver o cara do vídeo mandando o “First Ascent” da via, que é em móvel, COM AS PEÇAS POSTAAAASSS…(agora imagina o seu madruga arrancando o chapéu e pisando em cima quando toma bofetada da dona florinda… mais ou menos essa a reação)… E aí Mister Praquê?! Pra quanto foi a pressão agora?! hahahhaa Ah, detalhe que o cara no vídeo também escala em solitário com uma minitraxion..

E agora que a cagada está feita, vai um vídeo para compensar a namorada da pessoa que eu citei no parágrafo anterior que deve estar ali acalmando-o, coloco então um vídeo instrutivo da Steph Davis, ensinando como esparadrapar suas mãos para escalar as fendas perfeitas do deserto de Utah.

E se você achou que no final ia pelo menos aparecer ela escalando de fato… (sim aparece, mas pouquinho), fique com essa via que foi capa da Climbing desse mês, Glad to Be trad, uma fendona incrível de nono grau no mesmo pico.

Bom, e agora deu de vídeos pra mais uma semana né?! Bem, veremos 😉

Este Blog estava de Férias… Em IGATU na Bahia!

Depois de 2 dias de viagem e dois baldes de paçoca e pé-de-moleque…

É meus camaradas e minhas camaradas. Caros leitores fervorosos e fidosos (que dão feed rsrs). O blog está assim muerto mas foi por uma ótima causa e tenho certeza que cada um de vocês acompanhantes fiéis vai curintxa! leitores teriam feito o mesmo. Com a desculpa esfarrapada de ir dar umas cusparadas para o Doutorado do Léo “Woods” (AKA: Madeira) antes e depois de escalar para medir os níveis de estresse do caboclo, fomos pra acapulco tomar banho de mar Igatu na Chapada Diamantina com casa e metade dos gastos com combustíveis pagos. A-hul! Lá se foi o São Carlos pression Team representar na Bahia.

<<CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O CROQUI DO SETOR LABIRINTO>>

Chegando em Igatu, depois de 2 dias de viagem.

Fizemos uma escala em BH na casa do Gui, e acabamos descobrindo um caminho que nos consome 1h a menos* e quase R$40 a menos de pedágio!! Caraaaaaaaaalho maluko!  Acontece que BH é 1/3 do caminho de Igatu… e nóis achando que o Cipó era longe… agora da até pra fazer bate-e-volta um finde depois dessa! Ou seja: 1100km depois de BH, e quase 18hrs depois de ter saido de lá , chegamos meia noite. Cidade de 300 habitantes. DESERTA. Sem cobertura. O único orelhão da cidade não completava a ligação para o escritório do Chiquinho, a Personalidade da cidade de quem o Léo havia alugado a casa. Mais tarde descobrimos que esse orelhão É o escritório do chiquinho. (POKER FACE).  Os três xibungos Beto, Bruno e Geagá de Oliveira dormiram no carro, mas eu claustrofobicamente me senti sufocado dentro de um carro PARADO no qual havia ficado quase 30h com mais 3 xibungos de janelas fechadas por causa dos pernilongos. Peguei meu saco de dormir e literalmente dormi no banco da praça de Igatu. Dormi melhor e tomei menos picadas de pernilongos do que os que ficaram na sauna gay dentro do carro. Fomos acordados pelo Léo na manha seguinte e subimos para a casa onde ficariamos, e acabamos dormindo mais umas 4 horinhas antes de ir escalar de fato. E falando em escalada de fato, vamos aos fatos.

Beto combalido na São Sebastião, 7a com cara de 7b no “Labirinto”

Bruno equipando pa nóis a clássica “Musa Inspiradora” – 8a, no Verruga. (Foto by Guilherme)

Gui na Musa Inspiradora, 8a, no Verruga

Genja (eu) na “Manga do Céu”, no Verruga. 7b com cara de 8a. (Mas é um 7c)… hehehe Em breve vídeo…

Beto na Asteróide, 7b no labirinto. (Foto by Guilherme)

Eu num ex-projeto que ainda não sei o nome, no labirinto. 7b na graduação local. 7c no resto do Brasil hehehe

Beto na mesma via, no dinâmico (bote mesmo) depois do crux. (sim, o bote em si nem era o crux). Note as duas agarras na foto anterior das quais se tem que dar o bote para este agarrão…

Gêagá de Oliveira todo gatão na “Perfil de amiga” – 7b, outra clássica do pico (acho que todas são clássicas pq todas as vias são sensacionais!)

Beto na “Meu nome é Tchau”, 7b, que divide as 4 primeiras chapas com a “perfil de amiga”, mas depois emenda numa mega fenda num mega teto pra esquerda, do jeito que ele gosta..

E aí João, o atleta emprestado ao SCPT (São Carlos Pression Team) que fez altos rangos pra nóis! (na tio Gia, 7b, e Bruno na seg esperta pela 1a vez)

E por falar em Bruno, o mesmo na Meu nome é tchau, 7b, no labirinto

Beto na Clássica “CACIMBA PSICOLÓGICA” no labirinto, um 8a com um PUUUUTA esticão. Vai ficar massa quando terminarem de chapeletar a via!

E Bruno fazendo careta na Cacimba psicológica sem nem ter chegado na parte do psicologica…. Aperta memo, nego!

Guilherme todo ensanguentado depois de fazer a Potiguar, um 6sup com cara de 7a (como todos do labirinto)..

Eu naquele projetinho que não é mais projetinho, que é um 7b tao dificil quanto um 7c hehehe

Beto na Musa Inspiradora, 8a, no verruga (Foto by Guilherme)

Bruno mostra muito requinte e estilo ao escalar na Bahia. DE TOCA… E CALÇA JEANS!!!!!! JODERRRRR

Beto na “Vai quem pode” 8b outra clássica do Labirinto. Momentos antes de dar uma enrabada gostosa no Bruno… aguardem o vídeo (no youporn) kkkk

Guilherme todo combinando para entrar na Musa Inspiradora, 8a.

Beto no Rodeo Clipping, na Manga do Céu… (O morena sertaneja, o loirinha do sertão, você pode até ser gostosa, mas se não escala um 7b então eu prefiro um costurãooooo) 😛

É isso galera. Das 3500 fotos selecionei 100 e aqui hj pus umas 20. Quem sabe essa semana ainda não ponha mais. Tem muitas! O foda é que depois que uma foto minha foi parar na capa de um jornaleco de terceira “Catiguria” de Analandia sem créditos, sem autorização nem minha e nem do escalador, to colocando essa “pseudo-marca’dágua” tosca pra coibir um pouco essa ação. Podem salvar as fotos e deixar no descanso de tela, só não usem com fins lucrativos, ou se forem usar, dividam o lucro com a gente! E voltando a falar da trip, temos 30gb de filmes em HD pra editar! Aí no próximo post eu falo mais sobre as escaladas propriamente ditas lá de Igatulands… Ah! E o Croqui do Labirinto ta no forno (de verdade, nao que nem o do cusco/itaqueri que ta “queued”  hehehe)

Inté!