Lugares para escalar ao menos uma vez na vida…

Agarra cavada? Parece mais uma VIA CAVADA! (pelas garras de um urso gigante)

Agarra cavada? Parece mais uma VIA CAVADA! (pelas garras de um urso gigante)

Recentemente andei revendo alguns conceitos, e lembrei que quando eu comecei a escalar, quando nao tinha sido mordido pelo bichinho da escalada, o que me motivava o treinamento, a ficar fazendo força que nem bobo, me matando pra fazer movimentos que todo mundo fazia descalço e sem magnésio, era pensar em escaladas como o Pão de Açúcar e o Dedo de Deus. Aí comecei a escalar mais, comprar equipo, mandar umas viazinhas por aqui, fiquei totalmente imerso no mundo da escalada, e acho que esqueci desses valores. Até armamos uma escalada no dedo de deus numa passagem por nova friburgo e teresopolis, mas São pedro fez com que chovesse daquela semana que estávamos la, em outubro, até abril do ano seguinte sem parar (2007-2008). Seguindo essa linha de raciocínio, acredito que haja outros picos para se escalar tao interessantes quanto estes. Vou fazer uma listinha com os meus favoritos, e falar um pouquinho de cada um. E me motivar a trabalhar duro, ganhar uns troco a mais pra poder ir até lá só pra escalar esses picos! (e justificar essa vida de escalador que nao escala nada rsrs) Vou começar a listinha com um pico muito louco, que ilustra o começo do post. A DEVILS TOWER.

Cuscuzeiro 2.0

Cuscuzeiro 2.0

É isso mesmo, sem apóstrofe no DEVILS. Essa montanha magnífica, paraíso dos escaladores que curtem móvel, chaminés e espacates, entalamentos de mão, de punho, fazer contatos imediatos de 3º grau ou ver a Catherine Destivelle Solando num (outro) filme clássico de escalada, fica nos EUA. Mais precisamente no estado de Wyoming. É uma grande inscrustração de granito no meio de um deserto de arenito (por isso ele ficou de testemunha, e a terra em volta se foi). Dizem os geólogos que quando houve essa intrusão de magma (muitos milhões de anos atrás), a lava não vazou para a superfície, ficou contida dentro  da terra (que sabe-se lá quantos metros devia estar abaixo dela). Isso influencia as características de formação de colunas. Quanto as fendas, a amplitude térmica é que é responsavel por ela. Muito frio, depois muito calor, vai fazeno a dilatacao da pedra ir desprendendo as colunas e formar as fendas (mesmo principio em UTAH, mesma razao de NÃO termos tantas fendas perfeitas no Brasil – o clima tropical funciona como um buffer – amortecedor- , mantendo a amplitude termica baixa). Há alguns CRIACIONISTAS que acham que este é um otimo exemplo de que a terra tem 6000 anos, como diz a Bíblia, pois se não a montanha teria vindo abaixo pela erosao, ou o topo estaria muito mais fino que a base, ja que tem muita pedra no chao. Vai entender. Eu fico com a primeira teoria. Na verdade, tem uma mais legal que as outras duas: Diz a lenda dos índios sioux que seis ìndias estavam sendo perseguidas por ursos enquanto colhiam florzinhas. O Grande espírito, com pena, ergueu a terra em volta delas, protegendo-as dos ursos, que tentaram escalar a nova montanha (elas deviam ser bem gostosas mesmo!), deixando as marcas de suas garras nas paredes.

Devils Tower, vista do disco, momentos antes de pousar...

Devils Tower, vista do disco, momentos antes de pousar...

Esse morrete foi o primeiro Monumento Natural dos EUA, declarado em 1906 pelo presidente americano Robert Planck. Hoje em dia, no mes de junho pede-se encarecidamente, ainda que nao haja proibição, que nao se escale por lá, pois é mês sagrado para os índios (por eles, escalar por lá é sacrilégio) e eles fazem tipo uma festa junina indígena o mês todo. Como é um parque, tem que assinar o livro na entrada, e depois dar baixa a hora que sai, e há algumas vias que ficam “proibidas” de escalar alguns meses do ano pois são nicho de um falcão. Infraestrutura ao redor tem aparentemente fácil, com campings, pousadas, moteis. Livros e guias de lá tambem. Quanto às vias, tem de 4º a nono grau, a maioria em movel, mas nao necessariamente, algumas em artificial, outras nem tanto. O FA do bagulho foi feito em 1893 por William Rogers e Willard Ripley. Os maluco subiram entalando pedaços de madeira nas fendas e criaram uma escada, que ficou lá e muitos usaram até meados de 1915. A primeira escalada de verdade foi em 1937, pelo FRITZ Wiessner, usando “tecnicas modernas” de escalada (naquela epoca ainda não tinham inventado a costura como conhecemos hoje, para se pegar nela hahaha).

Bem, é isso. Quem quiser ver ou ouvir mais, assista contatos imediatos de terceiro Grau, do spielberg, ou assista BALLADE A DEVILS TOWER com a “Lynn Hill Francesa”, Catherine Destivelle. No filme aparece ela solando com uma ballet gold várias vias iradas, primeiro em UTAH, e depois na Devils tower. Destaque para a cena em que ela esta escalando em solitário, e a corda trava no grigri. Mais aflição do que ver nego solar, é ve-la soltando o nó e esta escorrer por entre seus dedos e pelas costuras!! ARGH!! O filme em si ja mereceria um post a parte =D A fotografia do filme é animal e da pra ter uma noção de quão belo é o lugar.

Então por hoje é só pessoal!! Proximo post….Alguma montanha tupiniquim!!

O urso atrás das indiazinha gostosa...

O urso atrás das indiazinha gostosa...

Anúncios

6 pensamentos sobre “Lugares para escalar ao menos uma vez na vida…

  1. Dae Genja! Ótimo post!
    Também sonho escalar lá!

    Somente faço uma correção, como usuário e apreciador de Boreais Ballets.
    A sapa que ela usa no filme é a “Fire Ballet”… mais antiga.

    A “Ballet Gold” é o modelo novo. Essa o Dean Potter que usa solando em Yosemite, no Masters of Stone V.

    Por sinal, eu tenho as duas! Só falta escalar como os dois… hahaha

    Abraço!

  2. Por sinal, uma das melhores e mais belas sapatilhas que existem por aí!

    Belo post Genjão e bela observação Andrey!!

    Stay Fuckin Trad!!!

  3. UspRodrigo, meu, muito bom esse seu texto! Deu mta vontade de ir lá ver essa fendas frequentadas por indias famosas…
    Parabéns pelo texto.

  4. Olá amigos,

    Estamos divulgando as novas edições dos nossos livros de escaladas, o Guia de Escaladas da Urca (4ª Ed.) e o manual Escale Melhor e com Mais Segurança (2ª Ed.). Um pequeno release deles está abaixo. Se puderem nos ajudar a divulgar essas novas edições ficamos agradecidos.

    Recém foi lançada a 4ª edição do livro Guia de Escaladas da Urca da Companhia da Escalada. Para quem não conhece a área da Urca, onde está o Pão de Açúcar, é o maior e mais tradicional centro de escaladas do País com 315 vias de escaladas mapeadas. Esta última edição do Guia da Urca traz novos mapas, croquis e fotos das escaladas no Pão de Açúcar, Morro da Urca, Morro da Babilônia e ainda a localização de diversos boulders do local. Com ele qualquer escalador, mesmo aquele que nunca escalou no local, conseguirá localizar as vias da Urca e saber de antemão o equipamento necessário em cada caso. Afinal, são 232 páginas de muita informação. O livro está à venda nas principais lojas de montanhismo do país. Os autores são Flavio Daflon e Delson de Queiroz e a primeira edição é de 1996. Mais informações em http://www.companhiadaescalada.com.br/livraria/guiadaurca/guiadaurca.htm.

    Outro livro da Companhia da Escalada que teve uma reedição recentemente foi o manual Escale Melhor e com Mais Segurança. Escale Melhor e com Mais Segurança é um livro fácil de entender e que vai direto ao assunto. Traz informações atualizadas com centenas de ilustrações sobre equipamentos, nós, técnicas de escalada e segurança. O livro abrange todo o currículo mínimo exigido pela Federação de Montanhismo (Femerj) e pela Associação de Guias Profissionais do Rio de Janeiro (Aguiperj) para cursos básicos de escalada e por isso foi adotado como material didático em diversos cursos de escalada pelo país. Os escaladores intermediários encontrarão um capítulo dedicado as técnicas de guiada e outro sobre auto-resgate. Aqueles que estão mais avançados poderão ler sobre proteção móvel e artificial. E todos irão se beneficiar das dicas de nutrição e treinamento. É o livro perfeito para quem quer se aperfeiçoar e praticar o esporte com mais segurança. São 288 páginas, 130 fotos e 160 desenhos. Os autores são Flavio Daflon e Cintia Adriane, guias e instrutores da escola de escalada Companhia da Escalada. Mais informações em http://www.companhiadaescalada.com.br/livraria/escalemelhor/escalemelhor.htm.

    Desde já agradeço a atenção!

    Atenciosamente,
    Cintia Daflon.
    http://www.companhiadaescalada.com.br
    (21) 2567-7105 . 9393-5060

  5. Pingback: Os números de 2010 « Enquanto isso, não muito longe dali…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s